Mulher morre atropelada na passadeira no Porto


Noticia o jornal Público que uma mulher com 73 anos morreu esta segunda-feira atropelada numa passadeira da zona do Campo Alegre, no Porto, disseram à Lusa fontes policiais e do socorro. Segundo a PSP, o acidente ocorreu "numa passadeira sem semáforos". Apesar das manobras de reanimação, a vítima morreu no local, referiu, por seu lado, fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM). O alerta foi dado às 12h18 e para o local foram destacados um motociclo do INEM, uma ambulância, bem como uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação do Hospital de Santo António.

Os carros continuam a matar, nas passadeiras, e a porca burguesia motorizada assassina continua a matar inocentes nas passadeiras, essencialmente devido a excesso de velocidade em meios urbanos.

O Correio da Manhã oferece-nos mais informações e detalhes sobre o sucedido. Pontos para os assassinos burocratas da autarquia do Porto refletirem, em função de uma análise objetiva às imagens do local:

* Porque raio existe um lugar de estacionamento mesmo antes da passadeira, retirando a visibilidade? Para a burguesia motorizada residente não se queixar com falta de estacionamento?

* Porque raio não existe qualquer medida física de acalmia de tráfego antes da passadeira? Para a burguesia motorizada não se queixar que tais medidas danificam a suspensão da lataria motorizada?

A mesma reportagem do Correio da Manhã (URL) refere-nos que já foi a segunda pessoa que morre naquela passadeira. Tudo, para que a porca burguesia assassina motorizada, não perca um lugar de estacionamento, o carro que veem na imagem. De recordar os incautos, que a regra número UM da segurança rodoviária, não é a conferida por toda a panóplia inútil e tecnológica que a sociedade dita "civilizada e automobilizada" confere ao peão. A regra número UM da segurança rodoviária para qualquer peão, também não é a conferida por esse compêndio mais inútil que um qualquer rolo de papel higiénico a que dão o nome de "código da estrada", nem muito mesmo um peão se pode algum dia fiar nas passadeiras para proteger a sua integridade física, como é bem visível pelo presente caso.

A regra número UM da segurança rodoviária é ver e ser visto! Ao colocar um lugar de estacionamento antes da passadeira, retirando a visibilidade ao peão e ao automobilista, a Câmara Municipal do Porto, para satisfazer mais um qualquer suíno residente autoólico, já matou, por negligência, duas pessoas. Sintomático! E mais sintomático o é observar como a população do bairro não se revolta contra a morte de dos seus dois vizinhos, para que um qualquer suíno burguês possa ter lugar onde colocar o bólide.

9 comentários:

  1. vergonha !! Mas é por todo o lado. Não há nada a fazer ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como não há nada a fazer? Não leu o artigo! Retirem aquele lugar de estacionamento. Se estacionar antes das passadeiras é ilegal, porque motivo a câmara do porto coloca um lugar de estacionamento antes de uma passadeira?

      Eliminar
  2. A notícia é triste, mas este artigo é vergonhoso.
    Concordo que a situação é triste e evitável no que toca aos atropelamentos em passadeiras.

    Mas...
    Em primeiro lugar é proibido estacionar antes das passadeiras, mas ignorar o facto daquele lugar de estacionamento estar antes do passeio é estupidez. Há uma diferença grande, e simples de perceber, entre estacionar antes da passadeira e num lugar antes do passeio. Um bloqueia a visão para a passadeira e outro não.
    Isto não é uma opinião. É um facto.

    Em segundo lugar, as medidas físicas de acalmia de tráfego só são implementadas quando há denúncias de problemas. Não se vão pôr lombas atrás de todas as passadeiras, mas talvez seja uma problemática social as pessoas não se queixarem até haver um acidente.

    E finalmente.
    “porca burguesia assassina motorizada”?
    “suíno residente autoólico”?
    Que linguagem parva é esta? Onde está o respeito que este blog tenta incutir aos automobilistas?
    Portanto toda e qualquer pessoa que estacione num lugar sinalizado para o efeito tem culpa?
    Qualquer pessoa que conduza é burguês?
    Sabem que é que partilha a rua com a burguesia? Os peões que atravessam no vermelho ou fora das passadeiras. As ambulâncias. Os idosos que precisam de carro para resolverem o seu dia-a-dia. Os condutores que tem que conduzir horas para ir trabalhar para o centro de Lisboa e centro do Porto porque não se podem dar ao luxo de viver lá. Esses burgueses.

    Há uma diferença grande entre, pedir para respeitar as regras e punir quem não respeita, e generalizar e atacar todos aqueles que andam de carro ou moto.

    Este blog acabou de perder toda a razão com este artigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Você diz que "Há uma diferença grande, e simples de perceber, entre estacionar antes da passadeira e num lugar antes do passeio. Um bloqueia a visão para a passadeira e outro não"

      A sério? Porquê!? As leis da Física não se aplicam se houve um decreto em sentido contrário. Que idiotice tamanha, que anormalidade a sua conversa! Então a visibilidade passa a existir entre o automobilista e o peão, caso o carro esteja estacionado legalmente??? O princípio é exatamente o mesmo: o peão, ao aproximar-se da rodovia pelo lado direito, perpendicularmente ao sentido de circulação do automóvel, não fica visível para o automobilista que segue na faixa de rodagem, quer o estacionamento seja legal ou ilegal, quer o estacionamento seja selvagem ou "doutrinado e decretado". As leis da Física não se deixam influenciar pelas leis dos homens.

      Eliminar
    2. Mas você existe????

      "Em segundo lugar, as medidas físicas de acalmia de tráfego só são implementadas quando há denúncias de problemas. Não se vão pôr lombas atrás de todas as passadeiras, mas talvez seja uma problemática social as pessoas não se queixarem até haver um acidente."

      Ou seja, para si o aforismo de "mais vale prevenir que remediar" é lixo. Para si, só se colocam medidas de acalmia de tráfego quando houver sangue. E já agora, quantas vítimas mortais são precisas? Típico da mentalidade das bestas que conduzem as bestas metálicas.

      Aprenda e veja como se faz nos países civilizados
      https://mubi.pt/2014/12/11/acalmia-de-trafego/

      Eliminar
  3. Não faço parte deste blogue, pois acho que neste blogue não passam de comodistas inativos por detrás de computadores. Bons velhos tempos quando neste movimento começaram com ações na rua, em concreto. Agora não passam de idiotas úteis e amestrados com um "site"! Mas a sua crítica é ainda mais idiota e estúpida. A função deste "blog" não é sensibilizar automobilistas, a função deste movimento é proteger os peões, a sua integridade física e os seus direitos. E quase sempre, são incompatíveis com as "sensibilidades" dos automobilistas.

    Você faz parte daqueles hipócritas puritanos, que perante os horrores da guerra, se indignavam com as palavras usadas por certa classe política que criticava a guerra. Claramente você tem um problema sério na definição das suas prioridades éticas e morais.

    ResponderEliminar
  4. Prezados comentadores. Vamos a ter calma no debate, caso contrário seremos obrigados a remover comentários. Obrigados pela compreensão.

    ResponderEliminar
  5. Para comentários e moderadores de merda, que publicam artigos de merda, neste blogue de merda, esta é a solução! O verdadeiro frasco de Boyle que todos vocês, decerto, já praticaram em casa com os dejectos subsequentes de engolirem os vossos autocolantezinhos e cérebros (...ou então não... porque a existência da "massa cinzenta" é incompativel com este antro de estupidez... alguns de vocês deve ser "Flat Earthers" é certo). O melhor conselho para os vossos filhos é "Não deixem a escola miúdos!!", senão acabam como vocês!...
    Agora, se quiserem, podem optar por ir estudar ou, continuar a vossa existência miserável apagando este comentário que tem o mesmo nível de linguagem do vosso artigo ... mas escrito um pouco melhor e directo ao assunto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário (de merda) demonstra que o autocolante de facto é eficaz no seu propósito: importunar os trogloditas que estacionam no passeio. Parabéns Passeio Livre.

      Eliminar