Lagos - Imagens vergonhosas de uma bonita cidade


As imagens são elucidativas: só nestes poucos metros de rua, e à custa dos moradores, foram colocados pilaretes de 6 tipos diferentes - o que não impede certos condutores de agirem como se vê.
E o que faz PSP, cujos carros-patrulha passam ali várias vezes por dia? Nada vezes nada, evidentemente!
Salva-se, no meio desta vergonha pública, a C. M. de Lagos, que disponibiliza centenas (ou milhares!) de lugares de estacionamento gratuito, em toda a cidade, e inclusivamente nesta mesma rua.

11 comentários:

  1. Desculpem o termo mas a PSP está-se cagando para o estacionamento e para outras coisas.
    Por alguma razão ttêm a alcunha de "pasmas" e "monos"!!!

    ResponderEliminar
  2. A C.M. Lagos gasta uma fortuna a disponibilizar espaços de estacionamento (de boa qualidade) que, depois, ficam às moscas. É, de facto, uma vergonha. Mas tenho visto que quem ali mora não se preocupa muito. Aliás, os prejudicados e prejudicadores são, com frequência, os mesmos.

    ResponderEliminar
  3. Pelos vistos a (não) actuação da PSP em ordem ao estacionamento selvagem em cima dos passeios, das passadeiras, das paragens dos transportes públicos, etc., não é só em Lisboa, mas noutras cidades do País! Três questões apenas: 1.- para que serve a PSP? 2.- Para que serve o Código da Estrada? 3.- Para que servem as leis do País?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. resposta às suas perguntas:
      1. para mamar impostos, claro está, para que mais?
      2. letra morta, que nas esquadras é usado como papel higiénico!
      3. Para suster os chulos da classe da advocacia, afinal, já viu que profissão tem o presidente da CML?

      Eliminar
    2. Caro Anónimo, todas essas respostas já eu sabia... mas é bom repisá-las de vez em quando... :)

      Eliminar
  4. há gente que ainda acredita no pai natal! O problema está no gene tuga

    ResponderEliminar
  5. Metam o autocolante! É remedio Santo!

    ResponderEliminar
  6. Nesta terra (Lagos), está tão arraigado o "direito a estacionar nos passeios" que, se alguém meter um autocolante, ainda é espancado - com aplauso, inclusive, dos peões prejudicados!
    Quem conhece a terra, sabe que o peão prejudicado é, também ele com grande probabilidade, automobilista que faz o mesmo.
    No que toca a este flagelo, esta gente está no nível civilizacional dos que, em tempos, escarravam para o ar ou urinavam na rua. Ainda vai demorar muitos anos até que a situação se modifique (se é que alguma vez isso sucederá).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não concordo consigo. E não concordo pelo simples facto ou pela simples razão de que Lagos é um dos milhares de (maus) exemplos de cidadania e de incumprimento das leis, espalhados pelo País fora. Não é exclusividade de Lagos! Na minha rua, em Lisboa, os peões que têm de andar pela estrada porque ambos os passeios estão pejados de latas com quatro e duas rodas, não piam porque são familiares dos infractores... Por isso, "tá tudo em família"...

      Eliminar
  7. Quando eu digo que, em Lagos, a generalidade da população interiorizou o "direito a estacionar nos passeios" (e, por isso, não protesta), sei do que falo, pois moro lá.
    Acresce que a repressão só poderia ser feita pela PSP, que não a faz. E, quanto a isso, também sei do que falo, pois já interpelei pessoalmente um graduado, pedindo-lhe que actuasse em situações destas, concretas, o que ele recusou fazer, dizendo-me que me fosse queixar à esquadra...
    Tenho falado com inúmeras pessoas da terra acerca disso. Uma ou outra preocupa-se, mas a grande maioria encolhe os ombros... e faz o mesmo.
    A explicação, por estranho que pareça, tem a ver com... as árvores! Essas pessoas querem pôr os carros à sombra. Ora, se a sombra existe nos passeios e não nos parques de estacionamento (gratuitos, por sinal), não há que hesitar!

    ResponderEliminar
  8. Pelas fotos parece ser a rua onde existe uma Estação dos CTT da Ameijeira, escritórios e algumas lojas.
    Não dá para entender o comodismo, eu quando preciso de lá ir não tenho qualquer problema em arranjar estacionamento,nas costas da Estação CTT, no parque gratuito mais abaixo ou noutras transversais. É vergonhoso obrigar os peões circular na faixa de rodagem,como se vê na foto a senhora com o carrinho de bebé.

    ResponderEliminar