A questão não é se o «acto de colar o autocolante é legal»; a questão é: «se é crime?»

Estes comentários foram repescados da caixa de comentários: «...é simplesmente ridículo!»(?) »

«Se é para falar a sério, eu falo a sério disse...

A questão não é se o «acto de colar o autocolante é legal»; a questão é: «se é crime?»
Claro que o carro é seu, poderá haver algum tipo de responsabilidade civil, tipo ter de pagar pela limpeza do vidro…
Mas as autoridades não podem fazer nada quanto a isso, porque não há tipo de crime.
Para alguém ser punido por um crime, tem de estar esse crime previsto na lei e o o tipo previsto na lei que mais se aproxima é o crime de dano; ora, tal como já foi aqui explicado, o carro não fica danificado, fica simplesmente «sujo».
É um aborrecimento.
Os aborrecimentos não têm tutela legal.
Tudo o resto são questões éticas.
Poderá questionar o uso do autocolante, mas, pelo estado das coisas – no que se refere ao estacionamento selvagem – o autocolante é um BEM HAJAM!
26 de Abril de 2010 19:30

Se é para falar a sério, eu falo a sério: disse...

A questão da cuspidela é interessante, mas também não caberia no tipo penal.
O que coloca de fora a intervenção das autoridades policiais.
Mas imagine que ia para tribunal, tinha todo o direito em instaurar um processo de natureza civil, com base no dano: a cuspidela: «bagatela jurídica», valor da causa? 1€?!
26 de Abril de 2010 19:37

Se é para falar a sério, eu falo a sério disse...

Uma 3 situação interessante:
O direito de defesa perante alguém que lhe esteja a colar o autocolante!
Esta já é mais manhosa!
Releva aqui desde logo que, se não há tipo penal, teríamos que ir para a legítima defesa civil, ligeiramente diferente da legítima defesa penal.
Na legítima defesa civil impera o princípio da proporcionalidade: Ou seja, se eu com o autocolante lhe estou a provocar um dano que, quantificável seria cerca de, digamos, no máximo 5€, o dono do carro não me poderia partir dois dentes para impedir o dano…
Não é fácil… parece-me mais simples, simplesmente, não estacionar nos passeios. »
26 de Abril de 2010 19:51

146 comentários:

  1. Qual é o tipo penal para estacionamento em cima do passeio?

    ResponderEliminar
  2. "Anónimo disse...
    Qual é o tipo penal para estacionamento em cima do passeio?"

    Colarem um autocolante no vidro do carro!

    ResponderEliminar
  3. Essa é fácil:
    Impunidade!

    ResponderEliminar
  4. Impunidade? Pela vossa lógica, talvez. A policia não faz nada, toca de colar o autocolante.

    A policia só serve, se ao colarem um autocolante, forem agredidos pelo dono do carro. Nessas situações a policia já serve, e vem a correr para vos ajudar...

    Enfim...

    ResponderEliminar
  5. Tipo penal não é o mesmo que consequecia penal. Atenção, não foi isso que foi perguntado no primeiro comentario.

    O que está a ser perguntado no primeiro comentario é que tipo de crime existe no codigo penal associado a uma situação de estacionamento em cima do passeio.

    Não existe.

    Mas é de notar o quanto sugestivo é o titulo deste post.

    "
    A questão não é se o «acto de colar o autocolante é legal»; a questão é: «se é crime?»
    "

    Mas quem é que decide se a questão é isto ou aquilo?

    Entao saber se o «acto de colar o autocolante é legal» , nao é uma boa questão? A mim parece-me que é, pois acho que é disso que se tem falado aqui. Ninguem disse que era crime, ha é pessoas que gostam de puxar o assunto do crime só para dizer que não é.

    É que logo de seguida no titulo do post é dito:

    "a questão é: «se é crime?» "

    Entao agora a questão de saber se é legal já nao interessa. Vamos antes mudar de assunto e ver se é crime.

    Ora, tal como estacionar em cima do passeio não é crime, colar os autocolantes tambem não é. E agora? Será que sao legais? Pelos vistos só interessa saber da legalidade de estacionar no passeio pois, citando o titulo do post: A questão não é se o «acto de colar o autocolante é legal».


    Ainda outro comentario sobre esta frase:

    "
    A questão da cuspidela é interessante, mas também não caberia no tipo penal."

    Nao basta dizer que é interessante. O exemplo da cuspidela aplica-se perfeitamente ao que estamos a falar, e ia desbloquear esta conversa, mas ninguem dá o braço a torcer para responder à pergunta.

    Concluindo:

    Estacionar em cima do passeio, como vimos, tambem não cabe em nenhum tipo penal previsto no codigo, e no entanto não é pertmitido pois não? Ha varias coisas situações que não estão no codigo penal e no entanto não sao permitidas. A questão que se tem tentado discutir é se colar os autocolantes é permitido ou nao.

    ResponderEliminar
  6. continuando a falar seriamente27 de abril de 2010 às 08:29

    A única diferença é que existe uma norma «contra-odenacional» que diz expressamente que «é proibido estacionar nos passeios» e não existe norma nenhuma a proibir «expressamente» o autocolante.
    Enquanto não aprovaram uma norma escrita a dizer que é proibido colar autocolantes nas viaturas alheias, tudo o que resta para a sua eventual ilegalidade tem de se aferir através do DANO, e, como vimos, quer no caso da cuspidela, quer no caso do autocolante, o dano é irrisório.
    RESPOSTA À QUESTÃO: pode-se cuspir nos carros dos outros?: não! Há consequências JURÍDICAS? Também não!
    Concluindo: colem prai à vontade! Tentem evitar é qualquer tipo de confronto, se vos chatearem muito, digam que pagam a lavagem (1€ no elefante azul deve bastar).

    ResponderEliminar
  7. Igualmente falando a sério27 de abril de 2010 às 08:42

    Eu discordo ligeiramente:
    E começo pela resposta à pergunta PODE-SE COLAR O AUTOCOLANTE: SIM!
    Porquê, segundo o raciocínio exposto, a única instrumento jurídico que resta para aferir a eventual ilegalidade é a responsabilidade civil; ora no 483.º exige-se «a violação de uma norma destinada a proteger interesses de outrem» e, como bem disse, essa norma não existe...

    ResponderEliminar
  8. Camarada, esqueceu-se de ler um pouquinho antes, o artigo começa com «quem violar ilicitamente o direito de outrem»; aqui seria o direito de propriedade e então teríamos sustentação para avançar para a responsabilidade civil, depois o problema voltava a ser o dano!
    Interessante seria também discutir o ponto de vista da subjectividade, e principalmente da ilicitude (em termos constitucionais e no âmbito da acção directa), mas agora não tenho tempo…
    Abraço

    ResponderEliminar
  9. Então temos crime legal, crime ilegal, civil, penal, coisas manhosas...É uma alegria! O conhecimento grasa neste blog.

    1€? 5€? Onde raio é que foram buscar isso?

    Conhecem o código civil? Têm noção do que é o código penal? Se sim, devem saber que o aborrecimento tem tutela legal. Se um vizinho me aborrece com barulho, posso apresentar queixa e o vizinho além de me ter me pagar um idemnização cível, nunca faz barulho. Se alguém me incomodar apenas com apresença, o que pode ser aborrecido, posso apresentar queixa e conseguir, no mínimo, uma providência cautelar.

    Se alguém me colar um autocolante no vidro do carro na minha presença, eu chamar a polícia e termos de esperar os dois pela polícia, eu posso pagar a multa de estacionamento, e isso está dentro de todos os temas legais, mas se eu apresentar queixa do colador, temos uma longa jornada jurídica pela frente, na qual o ofendido (eu), ganha qualquer coisinha. Não é 1€ de processo de processo, caros amigos.

    Precisam de apoio jurídico? Tenho bons contactos. É que escreverem estas coisas assim, descredibiliza-vos completamente. Mais vos descredibiliza a defesa que fazem da vossa posição tecendo comentários anódinos e a cair para alaraviada. Resta-me saber se põem a mão na cintura.

    ResponderEliminar
  10. Estacionar em cima do passeio, nem que seja a ocupar 1 centimetro do passeio, devia ser crime e punivel com apreensão e desmantelamento imediato do veiculo infractor. As estradas são para os carros, os passeios para os peões. Se não têm lugar para estacionar o carro à porta de casa ou do trabalho, vão de transportes publicos ou a pé ou deixem-no estacionado na estrada, onde só vão importunar outros condutores. Se preferem estacionar em cima do passeio, mesmo sabendo que é proibido e ainda dificultam a vida aos peões, então arriscam-se a ver o autocolante amarelo colado no vidro e, neste caso, só têm é que admitir o erro como homenzinhos que são e tirar o emplastro de cima do passeio.

    ResponderEliminar
  11. "RESPOSTA À QUESTÃO: pode-se cuspir nos carros dos outros?: não! Há consequências JURÍDICAS? Também não!"


    pode-se colar autocolantes? nao

    quais sao as consequencias juridicas? nenhumas

    é a mesma coisa: sao duas coisas nao permitidas, pois estamos a interferir em direitos alheios (nao venham com a accao directa outra vez... colar autocolantes nao é accao directa)

    permitidas sabemos que nao sao, mas haverá consequancias?

    sim, pode haver, obrigar quem colou/sujou a descolar/limpar o carro

    alguem vai fazer isso? nao... seria demasiado caro.. da mesma forma que muita gente é assaltada na rua e nem apresenta queixa pois dabe que nao dá em nada... isso faz com que os assaltos sejam licitos? nao!

    e isto faz com que colar os autocolantes seja permitido? isso faz com que o proposito deste blog seja licito?? não

    o que voces fazem é ilicito, e protegem-se sabendo que ninguem se dá ao trabalho de fazer uma queixa contra "desconhecidos" pois voces colam e fogem

    e mesmo que fosse contra conhecidos, nao valeria a despesa

    MAS lá porque nao vale a despesa de fazer queixa e do processo que viria depois, não faz com que seja licito... ve-jase o exemplo do assalto acima

    ResponderEliminar
  12. Mas qual lei.. Esqueçam a lei. O movimento tambem nao cumpre a lei. Isto só se resolve à pancada. Mexem nas minhas coisas levam porrada. Não mexam. Se não mexerem não levam.

    Chamam a policia? Tenho uma boa desculpa. Digo-lhes que alguem se aproximou do MEU carro e começou a olhar la pra dentro pelo vidro do condutor, depois foi ao bolso buscar um objecto que pensei ser cortante, e quando se ia aproximar do vidro para fazer algo...

    cabuum, cotovelada nos queixos, KO

    ops, era só um autocolante... Peço desculpa senhor guarda, mas o individuo nem estava fardado... Ah espere, ele nao tem farda porque é um simples particular...

    Talvez tenha um fato tipo super homem, ja que anda por aí a fazer justica pelas proprias maos... E ainda dou umas risadas com o policia, e no fim pago a multa de estacionamento com muito gosto.

    ResponderEliminar
  13. e isso é antes ou depois de tomares a pápa?

    ResponderEliminar
  14. é só dispartates. só disparates.

    Gostei muito das alegações do anónimo das 14:59. É que funciona mesmo assim. Se eu vir alguém a aproximar-se do meu carro para colar seja o que for, leva uma lambada na certa. Chama-se a polícia. Qual lambada?

    Eu que vos apanhe.

    Mal informados do camandro... Vão ver as definições ali à wikipédia e depois fazem pseudo-tratados de lei como se entendessem da coisa.

    Vou ali fazer mais umas denúncias. Até já.

    ResponderEliminar
  15. O Anónimo de 27 de Abril de 2010 08:49
    NÃO FOI O MESMO QUE COMENTOU ALGO SOBRE ASSINAR OS COMENTÁRIOS... QUE DIGNIFICAVA...

    MINHA QUERIDA PATRÍCIA, É TUDO MUITO GIRO, MAS É PRÓS OUTROS...

    ResponderEliminar
  16. Agora já não preciso de me identificar. Já identificou sua excelência.

    Sou eu, a própria.

    Tem alguma coisa válida para adiantar?

    Vou só ali fazer mais uma denunciazinha...

    ResponderEliminar
  17. Claro. Sendo que me ligo de IP's diferentes. Aliás, ligo-me de um IP fixo e de outro que o não é. Mas nunca tive problemas em indentificar-me, seja como for. Nem quando dou erros pornográficos ou estou muito zangada. Creio que o escrevo é facilmente identificável.

    Bem sei que tentam sensibilizar as pessoas para a vossa causa, coisa que vos sai torta, pois que as hostilizam. Repensar a estratégia, não?

    ResponderEliminar
  18. Agora sao os IP's...

    Pessoal isto é um blog sobre estacionamento/autocolantes/passeios livres

    Não desconversem por favor.

    ResponderEliminar
  19. Então mas a escumalha da Duque D'Ávila ainda não se cansou? Malditos putos. É até partir a corda!

    ResponderEliminar
  20. Engana-se, cara Patrícia, parece-me que o PL não está aqui propriamente a querer angariar pessoas para o movimento, porque até parece quem nem há movimento.
    Está aqui para que as pessoas, onde se inclui a Patrícia, deixem de estacionar nos passeios.
    E como as autoridades nada fazem, como os políticos não querem saber, como o comum cidadão acha que «não há nada de errado», então agimos nós (OS COLADORES): Colamos autocolantes no seu carro!
    Se quiser ver a coisa como ilegal, eu, pessoalmente, estou-me borrifando: ilegalidade com ilegalidade; incómodo com incómodo; carro no passeio, autocolante no vidro!
    E é isso que interessa, não interesse se simpatiza ou não com o movimento, interessa simplesmente que NÃO ESTACIONE NOS PASSEIOS!

    ResponderEliminar
  21. Grasa o bom senso, também.

    O que quero dizer - vou tentar desenhar - é que a mim, como a todos os colados, em vez de nos sensibilizarem para a causa/movimento, fazem com que tenhamos muita vontade de vos dar um valente abrunho na pinha e logo a seguir uma valente massagem cerebral. Não é por ter um autocolante no vidro do meu carro, o vosso autocolante, que vou tentar arranjar mais tempo de manhã para estacionar melhor o carro. Topa?

    Não fui colada em Lisboa ou numa situação com a qual eu própria discordo. Foi absurdo.

    Em Lisboa utilizo transportes públicos.

    E vou continuar a defender a minha causa quanto a isto que é: vocês não têm nada a ver com isso. Nada. Em vez de gastarem dinheiro em impressões de autocolantes, façam uma chamada e chamem o reboque, a polícia. Ou, a haver uma manisfestação de desagrado, arranjem autocolantes, colem com fita cola, mudem de mensagem. Há milhentas coisas que podem ser feitas para sensibilizar os maus estacionadores. Não é assim que conseguem que se estacione mal. Nem que colem 15 autocolantes. Só conseguem raivas, ódios, denúncias e coisas afins e os carros vão continuar a estar nos mesmos sítios.

    Compreendeu?

    ResponderEliminar
  22. Aos valentões dos que gostam de estacionar o carro em cima do passeio e ainda oferecem porrada a quem colar um autocolante no vidro eu respondo: se o autocolante não é o suficiente, passo a fazer uso da ponta e mola para furar os 4 pneus a ver se gostam.

    ResponderEliminar
  23. O que pensa sobre o assunto, já eu percebi de longe e já lhe disse que estou-me completamente a borrifar.
    O que eu ainda não percebi, amiga Patrícia, é como é que, que alguém que se levanta às 5.30 da manhã, leva a filha à escola, apanho o barco, trabalho 9/10 horas por dia, volta para casa, continua com o trabalho doméstico, adormece a filha, continua com o trabalho da faculdade e… PASSA A VIDA COM O NARIZ ENFIADO AQUI!
    Sabe que mais?
    Vá pró raio que a parta!
    Compreendeu?

    ResponderEliminar
  24. Em vez de "Não é assim que conseguem que se estacione mal" , deve ler-se "Não é assim que conseguem que se estacione melhor".

    ResponderEliminar
  25. anonimo das 22:29

    É isso , se os pneus nao furarem parte o carro todo.

    Se o condutor comprar outro mete-o no hospital.

    Se ele sair paraplegico e ainda assim tiver um carro pra deficientes entao o melhor é elaborar um plano para o matar.

    Ou entao....

    Chamas a policia como fazem as pessoas civilizadas.


    E já agora arranjem argumentos melhores do que dizer que o grupo da duque dávila está sempre aqui, e que a patricia está sempre aqui...

    Arranjem, se puderem claro, se a vossa cabeça nao der para mais estejam a vontade para repeti-los.

    ResponderEliminar
  26. + 1 q se está a borrifar pá d. Patrícia27 de abril de 2010 às 23:42

    Parece que o problema é mesmo esse, como alguém já aqui referiu, no meio de tão «tight Schedule» a menina Patrícia não tem tempo to get laid…

    ResponderEliminar
  27. Ó grande Melga, vai lá pá caminha, para ver se amanhã te levantas antes às 5, assim tlvz consigas não incomodar quem anda a pé!

    ResponderEliminar
  28. Calem-se com isso da Patricia. Eu estou do lado do movimento e não me revejo nestes comentários. Peço desculpa em nome do movimento a todas as pessoas que estão aqui a tentar discutir mas nao tenho poderes para apaga-los.

    ResponderEliminar
  29. O nível das conversas desceu muito neste blog, de ambas as partes.

    Eu sou coladora e continuarei a sê-lo, apesar da ameaças e da possibilidade de ser ilegal. Acho que funciona e sensibiliza a maior parte das pessoas, claro que há umas quantas pessoas com mais "amor ao carro" que ficam um pouco mais chateadas, mas paciência. Usem álcool e/ou benzina para o autocolante e esforcem-se por não estacionar nos passeios, não por causa das pessoas que frequentam este blog, mas por causa dos deficientes de cadeira de rodas, dos velhotes com carrinhos de compras, dos ceguinhos com bengala, das mães com carrinhos de bebé. E já agora, os passeios também custam dinheiro a manter e estacionar em cima deles não ajuda nada.

    Tentem usar mais os transportes públicos, se morarem mesmo longe experimentem levar o carro até uma estação de metro que tenha estacionamento gratuito, ou se não tiverem mesmo hipótese procurem um lugar que não incomode ninguém, eu faço isso não é assim tão difícil.

    ResponderEliminar
  30. Gosto de constatar que ainda há umas quantas mentes iluminadas que se esquecem dos limites da liberdae individual. E que se esquecem de que um auomobilista não passa de um peão dentro de um automóvel - eventualmente haverá quem considere o carro como uma extensão, um complemento ou uma afirmação de personalidade, mas isso são questões do foro psiquiátrico.
    O espaço público tem um custo elevado. Um carro estacionado ocupa cerca de dez metros quadrados. O metro quadrado para construcção (em altura) no centro de Lisba custa...? É fazer as contas. Dentro das cidades há que pagar por ele, ponto. E há que ter a coragem de acabar com aberrações como a emel e congéneres. E lutar por uma rede integrada e funcional de transportes públicos que não nos custem a pele do cú nem andem crónicamente atrasados por causa do trânsito... Etc.
    Entendo da opinião de alguns comentadores que estacionar em cima do passeio é errado mas não é crime se nenhum agente da autoridade deixar um bilhete para o baile da Polícia no párabrisas do carro. Passar com o semáforo vermelho também não é crime se ninguém vir, claro. Não ceder prioridade aos peões nas passadeiras, idem. Circular em excesso de velocidade, a mesma coisa. E não ceder prioridade a uma ambulância em marcha de emergência, é igualmente inócuo se não formos apanhados. Certo ou teremos dois pesos e duas medidas, um de conveniencia e outro de aparencia?
    Estacionar em cima de um passeio é errado e ilegal (por isso mesmo sujeito a multa); Se um indivíduo com um QI de um babuíno compreende que não deve estacionar o pópó numa zona de cargas e descargas, porque os camiões lhe podem danificar a viatura (e a culpa é do dono da viatura, temos pena mas é assim mesmo), o que é que lhe falta para entender que se deixar o carrinho sobre um passeio o mesmo pode ser danificado inadvertidamente pelos transeuntes (e nem é necessário mais do que a ponta metálica de um chapéu de chuva)... E agastam-se com um autcolante no vidro?
    E se fosse num passeio em frente a uma saída de uma garagem, estacionavam?
    Pois claro.

    ResponderEliminar
  31. No meio de tanto troll (isto ultimamente anda uma praga aqui neste blogue que só visto. Deve ser a época em que saem do armário e resolveram aparecer aqui todos ao mesmo tempo), finalmente dois comentários com bom senso.
    Os meus parabéns à Ana Brütt e ao «Niagara Et Al»

    ResponderEliminar
  32. Epa vejam lá é se conseguem banir o troll que ta sempre a falar da patricia e do grupo da duque d'ávila... Ja começa a chatear, ou entao apaguem os posts dele, é que é so provocação, e nao acrescenta nada a conversa. Ainda por cima dá má imagem aos colaboradores deste movimento.

    ResponderEliminar
  33. Vamos banir o troll que quer banir os trolls28 de abril de 2010 às 08:32

    ...é pena é que, no mei de tantos trols, os dois ultimos comentários tb em nada contribuitam para a discussão!

    Ana: Não disseste há dia que vivias na Baixa?

    ResponderEliminar
  34. Ao Anónimo das 00:55
    Eu não tenho nada a ver com os comentários à Duque D’Avila; mas tenho-me dirigido à muito menina Patrícia, porque é ela principalmente quem tem estado por trás da maioria dos últimos comentários que merecem alguma resposta; logicamente que não serão todos mdela, como também não são todos meus os dirigido a ela.
    Porém, não tenho por hábito ofender ninguém, como o companheiro acabou de ofender.
    Não faço a mínima ideia quem seja, mas presumo que seja simpatizante do PL, pelo que se estiver interessado num tête-à-tête, envie por favor um mail para o peão exaltado, que eu farei o mesmo!
    Deixarei as apresentações para uma fase porterior.

    ResponderEliminar
  35. "Não fui colada em Lisboa"

    Ah, ainda bem que esclareceu isto. Assim tem toda a razão! Porque como todos nós sabemos o Código da Estrada só se aplica a Lisboa, no resto do país vale a lei do mais forte.

    ResponderEliminar
  36. A Patrícia tem tempo, estômago e têm as costas largas o suficiente para vir chatear aqui e onde for preciso.

    Estacionei a minha lata no mesmíssimo sítio de sempre. Eram 7.30h da manhã. Já estava, portanto, acordada há 2 horas e agora, acordada há 5 horas e já com muitas das minhas tarefas cumpridas, escrevo-vos.

    Os comentários destas pessoas, que pela claríssima falta de qualidade e de argumentos obviamente não tenho em conta, devem ser apagados, pois que juntam ao Passeio Livre, que podia ser respeitável, uma imagem de gente mente capta sem ponta por onde se lhe pegue. E eu sei porque já li aqui coisas com bom senso e com inteligência. Outras menos. Já me zanguei, já disparatei e já sugeri e estou a tentar perceber e compreender porque sou curiosa e porque gosto de saber.

    Claro que estas pessoas não têm tudo no sítio para discutir isto frente a frente e portanto não me dirijo a elas.

    Ana Brütt:

    Percebo perfeitamente e acredite que sou daquelas pessoas que de altruísmo e de compaixão percebe alguma coisa. Talvez por isso continue a estacionar no mesmo sítio - por ter a certeza absoluta de que ali, naquele sítio, não incomoda ninguém.

    Uma das coisas que eu penso que deveria ser revista pelo PL, além de autocolantes melhores e outras mensagens, é: toda a santa gente pode utilizar os vossos autocolantes, certo? Toda a gente pode não cumprir a vossa proposta de regras e, pela imagem que algumas pessoas activas deixam nestas caixas de comentários, parece-me que pode haver muita falta de senso nas colagens. Digo eu. Cheira-me.

    ResponderEliminar
  37. "que pela claríssima falta de qualidade e de argumentos obviamente não tenho em conta,"

    Os argumentos dessas pessoas são tão válidos como "por ter a certeza absoluta de que ali, naquele sítio, não incomoda ninguém.". Como é que sabe, fica a olhar para o carro o dia todo?! Daqui a uns anos quando o passeio estiver todos desfeito por levar com as latas em cima vai contribuir para a sua recuperação?!

    ResponderEliminar
  38. À Patrícia (a mais calminha, a de agora), também tem de admitir, por escrito que está, que além de se ter "zangado" e "disparatado", igualmente «provocou» e «ofendeu» e despoletou toda uma serie de argumentos e contra argumentos que em nada contribuíram para a discussão.
    Tenho pena que tenha voltado a estacionar «ilegalmente», mesmo que considere que não incomoda ninguém.
    Com votos de melhor cidadania.

    ResponderEliminar
  39. "toda a santa gente pode utilizar os vossos autocolantes, certo? Toda a gente pode não cumprir a vossa proposta de regras e, pela imagem que algumas pessoas activas deixam nestas caixas de comentários, parece-me que pode haver muita falta de senso nas colagens. Digo eu. Cheira-me. "

    E?! Também «todos» podem ter carta de condução, e não é por causa de uns quantos que não cumprem a lei (e ainda tentam arranjar desculpas para isso...) que se vai proibir toda a gente de andar de carro, não é?!

    ResponderEliminar
  40. Oiça, se pode passar por ali uma cadeira de rodas, um carrinho de bébé, um casal de velhinhos cada um com a sua bengala, qual é o problema. Um smart dentro de uma paragem de autocarro e algumas das imagens que já vi aqui e situações horríveis que já presenciei é que são graves! Aquela história de estacionar porque o passeio permite é mesmo isso. Como é que naquel sítio, um terminal rodo-ferro-fluvial não tem estacionamento? São estes pontos que estou a tentar discutir. Para além de achar que vocês não têm de se meter nisso, mas dando o benefício da dúvida ao protesto. Com o qual até podia simpatizar, como simpatizo com outros ou como me envolvo noutros.

    "vai lá para a caminha" não é um argumento. Concordamos nisto, não?

    ResponderEliminar
  41. "Oiça, se pode passar por ali uma cadeira de rodas, um carrinho de bébé, um casal de velhinhos cada um com a sua bengala, qual é o problema (...) Para além de achar que vocês não têm de se meter nisso"

    Há o problema de tentar usurpar espaço público para usufruto privado e por isso pode ter a certeza que temos tudo a ver com isso e temos todo o direito em o fazer (ao contrário de si que não tem direito - aliás não tem direito e para além do mais está a ir contra a lei - em estacionar em cima do passeio)

    "Como é que naquel sítio, um terminal rodo-ferro-fluvial não tem estacionamento? "

    Não faço ideia, já pensou em perder menos tempo aqui no blogue e reclamar a quem de direito para resolverem isso?! Já o fez alguma vez?!


    ""vai lá para a caminha" não é um argumento. Concordamos nisto, não? "

    Sim não é, mas a falta de alternativa também não o é. Se tem um problema não o pode resolver às custas de criar problemas para os outros.

    ResponderEliminar
  42. Temos claramente aqui dois grupos e dois tipos completamente diferentes de pessoas: Uns que abrem um blog porque se preocupam com o ser humano mais próximo de uma forma altruísta, quando podiam estar a fazer outra coisa e outros que para além de procederem de uma forma errada perante a lei e acima disso desrespeitarem o próximo, ainda criticam e ameaçam quem é altruísta.

    Não compreendo ao que chegaram as pessoas. Será que perderam todos o juízo? Será que perderam a capacidade de distinguir o bem do mal, desde que seja em seu benefício?

    É por estas e por outras que cada vez gosto menos de pessoas e mais de animais. Pelo menos destes já se sabe o que se espera.

    ResponderEliminar
  43. Sim não é, mas a falta de alternativa também não o é. Se tem um problema não o pode resolver às custas de criar problemas para os outros. - Temos aqui um óptimo exemplo das bases em que assente o conceito do vosso movimento.

    "Não faço ideia, já pensou em perder menos tempo aqui no blogue e reclamar a quem de direito para resolverem isso?! Já o fez alguma vez?!" - Claro que sim! Já escrevi cartas, já falei com o Presidente da Câmara com que falo muito bem, enfim...Tenho ar de quem se cala?

    Estacionar em cima daqueles passeios maravilhosos é também uma forma de protesto, visto que não crio problemas a mais ninguém, de certeza absoluta. Nem eu, nem as centenas de carros que fazem o mesmo que eu.

    Em relação a ir contra a lei, já discutimos isso aqui. E, reitero, entre pagar os 30€ de multa e ter de tirar a porcaria da cola do vidro do carro e ficar com muita raiva por achar que aquilo é inútil e injusto e impróprio, prefiro, de longe, pagar os 30€.

    ResponderEliminar
  44. "Tenho ar de quem se cala? "

    Não leve isto a mal, mas por acaso tem. Normalmente o género de pessoas que costuma vir resmungar para os blogues são aquelas que na «vida real» engolem tudo e seguem cabisbaixos sem darem um pio.

    Mas já vi que não é assim, e por isso dou-lhe os meus parabéns!

    Sobre o resto continuo na minha, e isso acho que não vamos chegar a um acordo. Para mim uma forma de protesto que sistematicamente põe em causa direitos dos outros e destrói património público não é válida.

    ResponderEliminar
  45. "Estacionar em cima daqueles passeios maravilhosos é também uma forma de protesto, visto que não crio problemas a mais ninguém, de certeza absoluta." Viu as dezenas de exemplos contrários ao que disse neste site ou o egocentrismo patente na sua pessoa, impede-lhe esse tipo de discernimento?

    E se acha que um autocolante é criar problemas, porque não diz isso à polícia da próxima vez que lhe bloquearem o carro e colarem um vidro no seu vidro?

    ResponderEliminar
  46. um autocolante no vidro (claro)

    ResponderEliminar
  47. Contradições? Onde?

    Já disse isso à polícia. Uma coisa é ter uma multa de estacionamento, o carro bloqueado (nunca me aconteceu porque regra geral sou cuidadosa), um reboque, é legal, é sério, são regras.

    Um autocolante vosso é um incómodo que está à margem de tudo isto que referi atrás. Ainda por cima, é hostil quando podia ter outra conotação.

    Egocentrismo? Dá para se defenderem sem ter de ser ao ataque (estritamente pessoal), já que, como o seu descernimento não o deve impedir de ver, estou a tentar dar a volta ao registo inicial da discussão e que assumo isso?

    ResponderEliminar
  48. "Um autocolante vosso é um incómodo que está à margem de tudo isto que referi atrás. "

    Isso ainda está por provar...


    "Ainda por cima, é hostil quando podia ter outra conotação."

    Para mim seria mais hostil chamar a polícia (para alguns até seria bufaria). Um autocolante não prejudica ninguém, quando muito faz perder 5 minutos do dia.


    "Egocentrismo?"

    Sim, egocentrismo. Não há nada mais egocêntrico do que resolver um problema nosso (e só nosso, de mais ninguém) criando problemas para os outros.

    ResponderEliminar
  49. Não vamos chegar a um acordo, é certo. Já sabemos isso desde o início. Mas podemos trocar impressões. É sempre positivo.

    Feliz ou infelizmente, não sou cobarde e não, não sigo com o rabo entre as pernas para lado nenhum a menos que toda a razão esteja do vosso lado. E não está. E eu sei que vocês sabem disso.

    ResponderEliminar
  50. E eles também sabem que sabem, mas o egocentrismo supera toda a razão. É um defeito humano e bem português.

    ResponderEliminar
  51. "Não vamos chegar a um acordo, é certo."

    Não sei porque é assim tão certo. Não seria a primeira pessoa a ser sensibilizada por este problema que muda de opinião (e, mais importante, de atitude quando estaciona o carro), havendo até já casos de pessoas que depois de levarem com autocolantes pediram alguns para elas...

    ResponderEliminar
  52. Então mas ainda continuam a responder a alguém que diz esta pérola?

    "Estacionar em cima daqueles passeios maravilhosos é também uma forma de protesto".

    O que você tem de facto é muita "raiva" (palavra sua), nada mais! E isso nota-se pelo nesrvosismo com que escreve. Acalme-se, deixe passar uns dias, medite no que anda a fazer e volte cá para nos dar boas notícias.

    ResponderEliminar
  53. Não vale a pena esta discussao. O lado "contra os autocolantes" já referiu a absolutidade dos direitos reais oponiveis erga omnes onde se inclui o direito de propriedade. Já demonstrou o quanto ridiculo é aplicar a accção directa a esta situação. E o movimento faz ouvidos moucos e ainda tem a lata de dizer que "está para provar" se podem ou nao colar autocolantes.

    O que não está para provar é que é proibido estacionar em cima do passeio e que o meio para reagir a isso é fazendo queixa às autoridades.

    ResponderEliminar
  54. ""Estacionar em cima daqueles passeios maravilhosos é também uma forma de protesto".

    O que você tem de facto é muita "raiva" (palavra sua), nada mais! E isso nota-se pelo nesrvosismo com que escreve. Acalme-se, deixe passar uns dias, medite no que anda a fazer e volte cá para nos dar boas notícias. " - É extraordinário. E depois fazem tentivas de interpretação do código.

    Em tribunal depois se vê o nervosismo. Se quiser encontramo-nos antes para eu lhe mostrar o meu nervosismo e a minha queda para o egocentrismo. Ou, melhor, para ver o meu nervosismo dar conta do seu.

    O que "ainda está por provar" é como é que vocês leram o direito à propriedade e onde é que arranjaram maneira de dizer que o que fazem é legal. Não tem fundamento. Se fosse permitido de alguma forma eu ia dizer que vivemos em anarquia.

    Só vos pediria autocolantes ou mudaria de posição se a organização deste grupo fosse uma coisa sólida. E não é. Nem de longe, nem de perto, nem de nenhuma perspectiva.



    O que "ainda está por provar" é

    ResponderEliminar
  55. E vai levar exactamente quem a tribunal?!

    ResponderEliminar
  56. Patrícia, vc não conhece a organização, conhece os colaboradores, aqueles que vêm aqui comentar, aqueles que enviam contribuições para o e-mail e…eventualmente alguns coladores.
    Não faz a mínima ideia que são realmente os organizadores, nem vc nem eu…

    Patrícia, vc não deve julgar a organização do PL, simplesmente porque não conhece a organização; conhece os colaboradores, aqueles que vêm aqui comentar, aqueles que enviam contribuições para o e-mail e…eventualmente alguns coladores.
    Não faz a mínima ideia quem são realmente os organizadores (eventualmente nem eu).
    Não quer dizer com isto que sejam uns seres misteriosos e escondidos, e quero querer que se receberem uma citação ou notificação judicial para se apresentarem perante alguma autoridade judiciária, que certamente o farão!
    Mas, de momento, ninguém faz aqui a mínima ideia quem sejam...

    ResponderEliminar
  57. Desculpem o erra de redacção...
    :(

    ResponderEliminar
  58. Entao mas quem sao esses organizadores? Onde estão? Onde é a sede?

    Sim. ninguem faz a ideia de quem seja, no entanto assim nao passam de seres misteriosos e escondidos.

    E dizer que já foram à tv ha uns meses nao serve como resposta, pois a minha pergunta é de agora (hoje) e nao de ha uns meses atras.

    ResponderEliminar
  59. Tou farto de ver a idiotice que praqui vai, isto não é sítio pra se andarem a mandar as goelas uns dos outros, não querem levar com o autocolante não bloqueiem os passeios. O resto é conversa...

    ResponderEliminar
  60. Que confusão de comentários, hoje não os consigo ler todos.

    Alguém perguntou se eu vivia na Baixa, sim vivo na Baixa.

    Quanto às regras para colar autocolantes, eu sigo-as, mas confesso que quando vejo um carro sozinho, num grande passeio cheio de espaço à volta e estacionamento livre não muito longe dali.... chateio-me, irrita-me, aborrece-me, entristece-me, revolta-me. Por isso não condeno quem não cumpre as regras.

    Mas o estacionamento em cima do passeio é apenas mais um sinal de falta de civismo existente na nossa sociedade. Os pilaretes são a resposta à altura deste problema. Acho deplorável, se as pessoas cumprissem, não assistíamos à plantação massiva de pilaretes que existe hoje em dia.

    Passo semanas sem colar 1 autocolante, entre o trabalho no parque das nações (onde o estacionamento é caro e a fiscalização apertada) e casa na baixa (onde o estacionamento é resvadoaos residentes e na rua augusta só circulam carros eléctricos da polícia municipal... n sei pq são mais do q os outros). Não me sobra tempo para passar por outros sítios.

    ResponderEliminar
  61. "Estacionei a minha lata no mesmíssimo sítio de sempre."

    Se é assim, acho melhor comprar um pouco de tinta e escrever lá a matricula do seu carro, pois um dia, ainda aparece alguem que pensa (ou melhor, NÃO pensa) como você, e lá vai o seu estacionamento privado!

    ResponderEliminar
  62. Troll que quer banir o troll que quer banir os trolls28 de abril de 2010 às 21:55

    Ana, só estranhei por causa do teu seguinte comentário: «se morarem mesmo longe experimentem levar o carro até uma estação de metro que tenha estacionamento gratuito, ou se não tiverem mesmo hipótese procurem um lugar que não incomode ninguém, eu faço isso não é assim tão difícil»; referias-te então só à ultima sentença...ok!

    ResponderEliminar
  63. Erga omnes?
    Aqui a unica coisa erga omnes é o Código da Estrada e o meu direito a circular a pé nos locais para esse efeito destinados...

    ResponderEliminar
  64. Sabes lá o significado de erga omnes...

    ResponderEliminar
  65. "Contradições? Onde?

    Já disse isso à polícia. Uma coisa é ter uma multa de estacionamento, o carro bloqueado (nunca me aconteceu porque regra geral sou cuidadosa), um reboque, é legal, é sério, são regras.

    Um autocolante vosso é um incómodo que está à margem de tudo isto que referi atrás. Ainda por cima, é hostil quando podia ter outra conotação.

    __________________________________

    Para si , estacionar em cima de um passeio é comodo, para outros é incomodo e perante a LEI ilegal!

    "(nunca me aconteceu porque regra geral sou cuidadosa)"

    Nunca lhe aconteceu, ser multada, porque regra geral, quem devia agir nessas situações, tem uma certa tendencia de olhar para o outro lado.
    Eu não diria que é cuidadosa, mas sim sortuda!

    E já que fala em REGRAS, NãO ESTACIONAR NO PASSEIO TAMBÈM É UMA REGRA e ainda por cima, faz parte do CÓDIGO DA ESTRADA.

    Lá por muita gente não a cuprir, é triste vêr que vai atras dos outros quando lhe convem e ainda pergunta:

    Contradições? Onde?


    Eu só vejo contradições naquilo que diz. Se sabe que vivemos numa sociedade com leis, respeite-a!

    ResponderEliminar
  66. É que realmente não há contradição nenhuma.

    Diz que não cumpre a lei e que vai continuar a não cumprir. E ainda tem a lata de ficar toda chateada quando os outros não a cumprem.

    ResponderEliminar
  67. «Anónimo disse...
    Sabes lá o significado de erga omnes...»

    Grande argumento...

    ResponderEliminar
  68. O que não sabia o significado de erga omnes29 de abril de 2010 às 09:32

    Então vejamos, eu que não sou doutor em leis (nem nada que se pareça), então fiz como fazemos tds:
    Wikipédia (na verdade tb confirmei aqui por um anexo ao um dicionário de língua portuguesa que tenho aqui ao lado):
    «A expressão erga omnes, de origem latina (latim erga, "contra", e omnes, "todos"), é usada principalmente no meio jurídico para indicar que os efeitos de algum acto ou lei atingem todos os indivíduos …»
    Por contradição com o efeito inter partes, que só se aplica a determinadas pessoas!

    Concluindo: Segundo ai um comentador, o direito de propriedade, a sacrossantidade do automóvel, é erga omnes; ninguém lhe pode sequer tocar e tal prevalece para toda gente!

    O Código da Estrada, esse é mais do estilo… inter partes, tão a ver? É só para meia dúzia de nabos que insistem em o respeitar.
    Além de que, nem é bem lei… é assim como que uma "coisa" que existe só para dar umas orientações e tal…

    ResponderEliminar
  69. "O Código da Estrada, esse é mais do estilo… inter partes, tão a ver? É só para meia dúzia de nabos que insistem em o respeitar.
    Além de que, nem é bem lei… é assim como que uma "coisa" que existe só para dar umas orientações e tal… "

    O Código da Estrada (CE) para essas pessoas é tipo os Dez Mandamentos, tipo o que diz «Não Matarás» seguem senão têm chatices (o equivalente no CE seria «parar em STOPs e semáforos»), o que diz «Respeitar pai e mãe» ou «Não cobiçarás a mulher do próximo» (o equivalente a estacionar no passeio) seguem só quando lhes dá jeito.

    ResponderEliminar
  70. O Código da Estrada só serve para uma coisa: Para as companhias de seguro decidirem quem é culpado quando há acidentes!
    Antigamente ainda servia para um gajo passar o exame escrito... mas agora a malta já nem precisa de carta!

    ResponderEliminar
  71. Chegaram os advogados. Já cá faltavam estes. De vez em quando é uma enchente de advogados... E depois vao à wikipedia ver definicões... Adiante...

    Estacionar é proibido? É contra a lei? Chama-se a policia. Quando uma pessoa não consegue entender isto é porque é burra dos pes à cabeça e nem vale a pena discutir.



    Já agora, usando o vosso argumento de que "a policia não faz nada", se me colarem um autocolante no carro, nao solicitado por mim, acham que devo queixar-me à policia?

    Mas acham que a polica vai fazer alguma coisa? Se calhar é melhor partir para agressao.. Ou nao?

    Não é uma pergunta retorica, gostava mesmo de resposta.

    Atenção: desconversar não é responder.

    ResponderEliminar
  72. "Se calhar é melhor partir para agressao.. Ou nao?"

    Se é assim que resolve as coisas força. Eu também fazia isso. Mas depois cheguei à puberdade.

    ResponderEliminar
  73. Resposta directa:

    Estacionar é proibido? É contra a lei? Chama-se a policia. Quando uma pessoa não consegue entender isto é porque é burra dos pes à cabeça e nem vale a pena discutir.


    ESTACIONAR NO LOCAL PRÓPRIO PARA ESTACIONAMENTO NÃO È PROIBIDO, SE FOR EM CIMA DE UM PASSEIO, É PROIBIDO, È DEMONTRA FALTA DE CIVISMO E RESPEITO PELO PRÓXIMO!


    Já agora, usando o vosso argumento de que "a policia não faz nada", se me colarem um autocolante no carro, nao solicitado por mim, acham que devo queixar-me à policia?


    NÃO!


    Mas acham que a polica vai fazer alguma coisa? Se calhar é melhor partir para agressao.. Ou nao?


    É ASSIM, SE CHAMAR A POLÍCIA, CORRE O RISCO DE SER MULTADO(a) E SE AINDA NÂO FICAR SATISFEITO PODE SEGUIR PARA O TRIBUNAL. MAS AÌ INCORRE NO RISCO DE LEVAR OUTRO GRANDE PUXÃO DE ORELHAS E TER QUE PAGAR AS DESPESAS DO TRIBUNAL.

    SE PARTIR PARA AGRESSÃO MAIS UMA VEZ CORRE O RISCO DE VIR TER QUE RESPONDER NA JUSTIÇA E TER QUE PAGAR A CONTA DO TRIBUNAL E AINDA POR CIMA FMOSTRA QUE È UMA PESSOA FRACA QUE AO MINIMO "DESCONFORTO" PARTE PARA AGRESSÃO!

    O MELHOR QUE TEM A FAZER È ANTES DE SAIR DE CASA TOMAR UM CHÁZINHO PARA OS SEUS NERVOS E APRENDER COM OS SEUS ERROS: NESSE CASO, O PASSEIO FOI FEITO PARA OS PEÕES E NÂO PARA ESTACIONAR CARROS.

    Não é uma pergunta retorica, gostava mesmo de resposta.

    Atenção: desconversar não é responder.


    NÂO DESCONVERSEI, RESPONDI ÁS SUAS DÚVIDAS, AGORA SE AINDA CONTINUA COM AS DÚVIDAS, SÓ ME RESTA DIZER:

    "Quando uma pessoa não consegue entender isto é porque é burra dos pes à cabeça e nem vale a pena discutir"

    TENHA UMA BOA TARDE!

    ResponderEliminar
  74. Vê-se o (baixo) nível de algumas pessoas quando acham que agredir uma pessoa é comparável a colar a um autocolante no vidro de um carro.

    ResponderEliminar
  75. Os cães ladram, a caravana passa, os autocolantes continuam a circular e os passeios a melhorar...
    Tudoo resto é conversa fiada!

    ResponderEliminar
  76. Respondendo ao "resposta directa":

    bom, pelo tom das suas palavras (parece que o caps lock é propositado) quem precisa de um chazinho é voce... tenha calma... quando nao temos razao temos tendencia a enervar-nos, por isso va beber um copinho de agua e volte para ler o resto


    ja bebeu? optimo...

    quando disse "estacionar é proibido?", é obvio que me estava a referir a estacionar em cima do passeio, pois todos nos sabemos que estacionar (bem) nao é proibido..

    é falta de civismo? é
    como devemos responder? com outra falta de civismo colando autocolantes? ou devemos chamar a policia?

    a questao resume-se a isto: deram-me fogo, logo, devo responder com fogo ou com agua? pois, a tecnica do movimento é responder à letra, fogo contra fogo, e a consequencia será mais fogo

    mas voces dizem: "sim mas quem começou isto tudo foram eles ao estacionar mal"

    ok, dou-vos isso de borla... mas qual deve ser a resposta a isso? uma resposta com maturidade cumprindo a lei fazendo uma queixa?

    ou devemos ir ao sabor daquilo que uma pessoa (ainda estamos para saber quem é) se lembrou, que é colar um autocolante? e depois fez logo um blog com a sua ideia, e como o ser humano é influenciavel algumas cabeças que nao pensam por si proprias foram logo atras



    depois o nosso amigo diz:

    "É ASSIM, SE CHAMAR A POLÍCIA, CORRE O RISCO DE SER MULTADO(a)"


    E entao? as multas sao para se pagar... Se estacionou mal paga a multa.

    Parece que lhe faz uma grande confusao que a lei seja cumprida... Qual é o problema de pagar a multa??? se o carro esta mal estacionado!!

    Chamem a policia, deixem de se armar em pseudo-policias...

    ResponderEliminar
  77. "Parece que lhe faz uma grande confusao que a lei seja cumprida..."

    Isto dito por alguém que estaciona em cima do passeio. Realmente a hipocrisia não tem limites.

    "pois, a tecnica do movimento é responder à letra, fogo contra fogo, e a consequencia será mais fogo"

    Não, não é. Se fosse «fogo contra fogo» a resposta era danificar qualquer coisa no carro, não era um autocolante.

    "ou devemos ir ao sabor daquilo que uma pessoa (ainda estamos para saber quem é) se lembrou, que é colar um autocolante? e depois fez logo um blog com a sua ideia,"

    Se não quer pesquisar sobre a história do blogue e as intervenções públicas de alguns dos seus membros não o faça, agora não se venha armar em parvinho.
    E o contacto do blogue continua no mesmo sítio.

    ResponderEliminar
  78. 1- eu nao estaciono em cima do passeio, felizmente tenho garagem em casa e no trabalho

    2- é fogo contra fogo sim: voce fala do autocolante como se fosse apenas um bilhetinho, e olhe que dá mais trabalho tirar o autocolante do que contornar um carro

    3- em vez de dizer que os outros nao pesquisam, diga-me voce (que já pesquisou e encontrou) o nome do fundador e onde ele se encontra, ou caso contrario o parvinho será voce

    contacto do blogue? um email? va brincar pra outro lado...acha que um email é dar a cara por alguma coisa?

    ResponderEliminar
  79. "voce fala do autocolante como se fosse apenas um bilhetinho, "

    E é. Só é colado para obrigar as pessoas a olhar para ele.

    "3- em vez de dizer que os outros nao pesquisam, diga-me voce (que já pesquisou e encontrou) o nome do fundador e onde ele se encontra, ou caso contrario o parvinho será voce"

    Ainda há uns post atrás o Passeio Livre explicou a história, de como um grupo de amigos se juntou para fazer isto. Cara de alguns aparecem nos links das notícias.

    Sobre o e-mail era para você entrar em contacto com eles caso esteja interessado em conhecê-los. Claro que isso obrigava a também revelar a sua identidade, e aí a porca já torce o rabo, não é?!

    ResponderEliminar
  80. mais uma vez repito: o autocolante em muitos casos não serve de nada, porque há pessoas que não sabem viver em sociedade - e esses, para além de estorvarem a vida dos outros, continuarão a vir aqui ameaçar tudo e todos com porrada.

    Noutros casos, leva (e já levou) as pessoas a repensarem a sua actuação futura. Porque estacionar em cima do passeio já se tornou de tal forma banal que muitos já nem percebem que estão a ser pouco civilizadas... O autocolante serve, e muito bem, para sensibilizar as pessoas. Serve também como meio de expressão de pessoas que estão fartas de viver numa selva - e é uma forma não violenta de o fazer (em vez de furarem pneus e riscarem os carros ou partirem os espelhos).

    Argumento ou procedimento, todos nós sabemos que a queixa às autoridades geralmente não funciona. Por isso, é necessário usar outros meios para alertar as pessoas. Aliás, se as autoridades fizessem o seu trabalho nem estaríamos aqui a discutir...

    ResponderEliminar
  81. "bom, pelo tom das suas palavras (parece que o caps lock é propositado) quem precisa de um chazinho é voce..."

    Felizmente não preciso de nenhum cházinho e o caps lock foi mesmo de propósito para facilitar a leitura, pois infelizmente aqui não dá para escolher outra cor.

    Quanto ao resto, outras pessoas já o responderam.
    Continue a olhar para o seu umbigo e seja feliz!

    ResponderEliminar
  82. ao anonimo:

    1 - Eu nao digo que o autocolante nao obrigue pessoas a olhar pra ele. Não digo que nao seja eficaz. Mas e paretir o carro todo nao é eficaz?

    Percebam que voces (ainda que estejam a ser influenciados por este movimento) nao sao quem decide como se deve reagir a um mau estacionamento. É o estado. E a sociedade que voces tanto falam decidiu-o atraves do voto.

    2- eu nao tenho de dar a cara por nada, pois nao fui eu que criei um blog e um movimento, eu apenas dou a minha opiniao, nao ando a por autocolantes para download para as pessoas andarem a colar no carro dos outros

    Reec: chamar a policia e obrigar o condutor a pagar uma multa tambem leva as pessoas a repensar as suas accoes futuras

    é necessario usar outros meios para alertar as pessoas? mas quem escolhe esses meios?? o fundador do blog? e voces vao atras como caezinhos a correr para o dono?


    Resposta directa: voce nao precisa de cha, e nos nao precisamos de caps lock, vemos bem em minusculas

    e os outros nao responderam a nada, apenas continuam com a mesma lenga lenga a armarem-se em legisladores e a decidir como é que os cidadaos devem intervir (neste caso de forma abusiva) quando já ha meios para responder a isto

    ResponderEliminar
  83. "1 - Eu nao digo que o autocolante nao obrigue pessoas a olhar pra ele. Não digo que nao seja eficaz. Mas e paretir o carro todo nao é eficaz?"

    É. Mas é um bocado extremo, não acha?!

    "ao sao quem decide como se deve reagir a um mau estacionamento. É o estado."

    Todas as intervenções até agora feitas por autoridades públicas deram o seu apoio ao movimento.
    Se é ilegal um tribunal terá que o dizer. Não é a sua opinião ou a minha que contam.

    ResponderEliminar
  84. E se os meios não sao eficazes faria todo o sentido ir pra porta da camara municipal ou da assembleia da republica.

    Mas ir pro sol, para a chuva ou para o frio?... Estar de pé a manifestar? Dar a cara aos governantes por uma situação que está mal?

    "Humm... Acho que prefiro andar com um autocolante na mala e vou colando quando ninguem estiver a ver.."

    ResponderEliminar
  85. "E se os meios não sao eficazes faria todo o sentido ir pra porta da camara municipal ou da assembleia da republica."

    E pensa que isso não se faz?! O IGAI deve ter centenas e centenas de queixas contra polícias que vêm carros mal estacionados e continuam (só eu já enviei para cima de 20) - que é proibido pelo seu regulamento, um polícia quando vê uma situação ilegal tem que intervir. Conhece algum polícia que tenha levado um processo disciplinar por causa disso?!

    Petições para a Assembleia da República já foi pelo menos uma.
    E-mails para as câmaras são aos milhares.
    Reuniões são mais que muitas (aliás foi numa reunião que o António Costa deu o apoio ao Passeio Livre).

    Tem mais sugestões?!

    ResponderEliminar
  86. "e os outros nao responderam a nada, apenas continuam com a mesma lenga lenga a armarem-se em legisladores e a decidir como é que os cidadaos devem intervir (neste caso de forma abusiva) quando já ha meios para responder a isto"

    realmente deve ter mesmo falta de espelhos em casa.

    estaciona mal, e os outros é que intervem de forma abusiva.

    nos seus post, não vejo nada de novo, é sempre a mesma lenga, lenga.

    rotfl

    ResponderEliminar
  87. Estaciono mal??? MAs onde é que voce me viu a estacionar mal?? Quem lhe disse que estaciono mal?? Já viu os seus argumentos? Nao passam de alegações de algo que voce desconhece. Tanto desconhece que está errado pois eu não tenho necessidade se quer de estacionar em passeios, nao moro numa cidade sequer.

    Lá porque estaciono bem não posso ter liberdade de opiniao de estar contra esses meios de autotutela ilegais??

    Não vê nada de novo pois nao tenho nada de novo a acrescentar. Apenas referi as razoes pelas quais este movimento nao age da melhor forma e ainda estou é à espera de uma resposta fundamentada, mas só desconversam.

    A minha lenga lenga é:

    - os carros sao dos seus donos e apenas o estado pode violar os direitos do proprietario, e em algumas situações os particulares pelo meio da accao directa, que, no exemplo de um carro mal estacionado, no limite poderiam juntar-se todos e levantar o carro com as suas maos e coloca-lo no sitio devido para poderem caminhar. Nunca um autocolante serviria para aplicar o instituto da accao directa.

    2- ha meios para reagir, e voces nao reagem de acordo com os procedimentos previstos na lei. Ao menos admitam-no que respondem ao ilicito de forma ilicita.

    3- perante o que foi dito acima, ainda que estacionar no passeio seja incorrecto e de condenar por violar os direitos dos outros, colocar o autocolante é da mesma forma incorrecto e viola o direito alheio

    A minha lenga lenga é a mesma mas está fundamentada, e voces nao podem justificar uma ilegalidade dizendo que o "autocolante é eficaz", pois nunca a "eficácia" de alguma coisa foi razao para ultrapassar a lei

    E acabar um post com "rotfl". O que é isso? Linguagem de sms? Seja sério senao nao vale a pena discutir.

    ResponderEliminar
  88. "colocar o autocolante é da mesma forma incorrecto e viola o direito alheio


    A minha lenga lenga é a mesma mas está fundamentada,"

    Já lhe disseram isto dezenas de vezes: isso é o que você diz! Não quer dizer que seja verdade. Ou foi você que fez o Código Civil?!

    ResponderEliminar
  89. Não é o que eu digo. É o que a lei diz.

    Ó amigo, se voce percebesse alguma coisa de direito nao tinhamos de estar a ter esta discussao, mas nao me pagam para dar aulas na internet. Se voce tivesse frequentado umas aulas de direitos reais saberia um pouco mais do conteudo do direito de propriedade e não estaria com essas duvidas.

    Dar um tiro na cabeça a alguem é crime? Se calhar... Não sei.. Existem artigos que resolvem isto, mas se calhar é melhor perguntar a quem fez o codigo penal...

    Eu não tenho culpa que voce não conheça a lei, se conhecesse iria perceber que não estou a inventar nada, só lhe estou a dizer o que a lei diz.

    Olhe, sabe que mais? Continue a colar. Quero la saber...

    Ha aí tanta gente a estacionar mal, a roubar e a vender droga, e voces sao só mais uns... O que não falta por aí é gente a ultrapassar a lei.

    Resolvam voces esse diferendo, e se chegarem a vias de facto problema vosso. Eu desisto...

    Já me tinha dito que não vale a pena discutir com quem não está preparado para aprender. É uma perda de tempo.

    Eu entrei nesta discussao disposto a mudar de ideias desde que voces me convencessem. Mas dizer que "o autocolante é eficaz" e estar a questionar as coisas mais consensuais dos direitos reais é de fugir mesmo...


    Há pessoas que metem uma coisa na cabeça e acreditam tanto nela que mesmo quando as coisas estão à frente dos seus olhos é como se não estivessem.

    ResponderEliminar
  90. Boa viagem! E poucos furos na roda de trás.

    ResponderEliminar
  91. ...e volta quando acabares o curso (Bolonha só com mestrado)

    ResponderEliminar
  92. "Eu não tenho culpa que voce não conheça a lei, se conhecesse iria perceber que não estou a inventar nada, só lhe estou a dizer o que a lei diz."

    Quem lhe disse a si que eu não conheço a lei?!
    E todas as outras pessoas que já disseram que nada na colagem dos autocolantes é ilegal (e disseram-no em público, não anonimamente num blogue) são todos parvinhos, que ainda não viram a luz que o caríssimo está aqui a mostrar a todos nós?!

    "Existem artigos que resolvem isto, mas se calhar é melhor perguntar a quem fez o codigo penal..."

    Não sei se reparou, mas eu falei nisso porque você tem tanta certeza do que está a dizer (eu até diria que "Há pessoas que metem uma coisa na cabeça e acreditam tanto nela que mesmo quando as coisas estão à frente dos seus olhos é como se não estivessem. ") que parece que foi você que fez a lei e sabe exactamente qual a única interpretação correcta.


    "Olhe, sabe que mais? Continue a colar. Quero la saber... "

    Nunca colei nenhum. Nem sequer os pedi.

    "Eu entrei nesta discussao disposto a mudar de ideias desde que voces me convencessem."

    Se já veio com a ideia de nos iluminar que isto é ilegal, como é que ia mudar de ideias?!

    ResponderEliminar
  93. "Não venham cá desculpar os autocolantes a dizer que é menos grave que um murro. "

    Não é?! Então da próxima vez que lhe colaram um autocolante na porta do prédio (esses malandros que andam a cometer crimes impunemente há dezenas de anos) dê um murro ao colador, e veja qual é a pena dada os dois.

    Que raio de comparação. O caso dos pneus em cima do passeio, são regulados exactamente pelo mesmo artigo da mesma lei.
    Murros e autocolantes que eu saiba não são.

    ResponderEliminar
  94. É que a porta do prédio é do condomínio... que se lixe.
    Agora o meu carrinho... SACRILÉGIO!

    ResponderEliminar
  95. Vou responder... não sei bem a quem, nem porquê, mas acho que devo.

    1 - ilegalidade de colar um autocolante

    Há-de ser tão ilegal como os autocolantes que se colam nas portas dos prédios com publicidade e a dizer "é favor fechar a porta".

    Não os colo por achar que é legal ou ilegal, colo-os porque acho que sensibilizam a maior parte das pessoas que estacionou mal.

    2 - responsável pela ideia dos autocolantes

    Não sei quem é, mas teve uma belíssima ideia. Além disso em vez de a reclamar para si, democratizou-a e tornou-a de quem acreditasse nela. Pelo que eu percebi não existe qualquer hierarquia dentro do movimento. Qualquer pessoa que acredite neste pode dar a cara por ele, claro que isso tem todas as vantagens e desvantagens, mas tanto quanto sei, eu posso dar a cara pelo movimento (fá-lo-ei com todo o gosto, se for necessário). Mas acho que a ideia não é essa, isto não é um partido, nem um clube de futebol, nem uma religião. É um movimento, que todas as pessoas que se identifiquem com ele ficam automaticamente livres de o difundir, há regras sugeridas, nada mais. Neste caso, somos todos peões exaltados com a forma como os passeios são invadidos pelos automóveis e decidimos colar autocolantes que demonstrem o nosso descontentamento.

    3 - porque não faço queixa à polícia

    Na maior parte das vezes que precisei da acção imediata ou a curto prazo da polícia demorei demasiado tempo a ter uma resposta, muitas vezes negativa (não podemos ir aí, não temos agentes, etc).
    90% das vezes que colo autocolantes estou no percurso diário para casa (minha, de amigos ou de familiares) do trabalho, ou vice-versa e não tenho tempo para parar, chamar a polícia, esperar que cheguem e formalizar a queixa.

    4 - e último

    Se alguma vez (o que eu duvido que aconteça) me condenassem a pagar uma multa por colar um autocolante no vidro de um carro, eu pagá-la-ia, mas nunca deixaria de colar autocolantes em carros mal estacionados. Porque eu não o faço por ser legal ou ilegal, eu faço-o porque acho brilhante esta forma de alertar os condutores.

    E porque funciona!

    ResponderEliminar
  96. lol, comparar um autocolante colado no carro alheio sem o dono do carro o ter pedido, com um autocolante colado pelo condominio para nao haver publicidade quando foi o proprio predio que decidiu colar o autocolante no que é seu

    esta cambada só diz asneiras

    eu custumo por o meu em cima do passeio todos os dias a porta de casa, nao tenho outro sitio pra meter, mas ja alertei os vizinhos, o primeiro que aparecer com autocolantes so sai de la quando o engolir, literalmente, vai come-lo todinho, por isso imprimam em papel porque plastico deve ser mais dificil de digerir

    ResponderEliminar
  97. "comparar um autocolante colado no carro alheio sem o dono do carro o ter pedido, com um autocolante colado pelo condominio para nao haver publicidade quando foi o proprio predio que decidiu colar o autocolante no que é seu"

    Esta cambada não sabe é ler. Aqui estava-se a falar dos autocolantes com publicidade (canalizadores, electricistas, desentupidores de esgotos, etc, etc, etc) que são colados nos prédios, não autocolantes colados pelo condomínio.



    "eu custumo por o meu em cima do passeio todos os dias a porta de casa, nao tenho outro sitio pra meter, mas ja alertei os vizinhos, o primeiro que aparecer com autocolantes so sai de la quando o engolir, literalmente, vai come-lo todinho, por isso imprimam em papel porque plastico deve ser mais dificil de digerir "

    Os seus vizinhos devem estar contentíssimos de ter um neandertal no mesmo prédio. Dissesse-me isso a mim levava com uma processo em cima que ia desejar nunca ter estacionado a lata em cima de nenhuma passeio.

    ResponderEliminar
  98. colar um autocolante do canalizador é tao proibido como um do bolicao

    as pessoas é que nao fazem nada por desinteresse, outras porque a queixa não ia dar em nada, e outras porque até da jeito ter o numero de um canalizador

    já agora o grafitti tambem é permitido pra ti nao?? lol

    olha e tu nao es ninguem pra me chamar neandertal, nem para chamar lata ao carro que comprei

    tu instaurar um processo??? deixa-me rir.... nem chamas a policia quando ves carros em cima do passeio

    aposto que pegavas no post-it a dizer "mau, isso nao se faz" e colavas-mo na camisa

    nao é essa a tua tecnica? ah espera, so colas quando não está ninguem a ver

    ResponderEliminar
  99. Dá mesmo para ver que percebe e muito de direito. Deve é estar a tirar um curso de direito por correspondência, mas como houve o problema da "nuvem" e a greve dos ctt, algumas das lições ficaram pelo caminho.

    ResponderEliminar
  100. Neandertal, onde é que tens o carro estacionado e qual a matrícula? Sempre quero ver se me vais fazer engolir o tócolante.

    ResponderEliminar
  101. Que baixo nível de ambas as partes...

    ResponderEliminar
  102. "nem para chamar lata ao carro que comprei"

    Porquê?! O seu carro é feito de papel ou de cortiça?!
    Olhe, o meu feito é de lata.

    ResponderEliminar
  103. sim mas chamar lata é ofensivo

    ah esquecam... neste blog chama-se neandertal ás pessoas e nao ha problema

    chame lata à vontade, e se tiver mais de 5 anos chame lata velha..

    ResponderEliminar
  104. "neste blog chama-se neandertal ás pessoas e nao ha problema"

    Também se chama vândalo e ninguém se queixou.

    ResponderEliminar
  105. "sim mas chamar lata é ofensivo"

    Não sei porque é que raio é que há-de ser ofensivo. Se chamasse «alumínio» ou «aço galvanizado» já não era?!
    Eu ao meu carro chamo sempre «carripana».

    ResponderEliminar
  106. Que conversa sem nivel que para aqui vai...

    ResponderEliminar
  107. Carla, esta gente do anti-PL só compreende esta linguagem. Qualquer tentativa de encentar um diálogo civilizado com este grupinho é pura perda de tempo. Não se canse.

    ResponderEliminar
  108. Sim, mas os anti-PL dizem mata e os pró-PL dizem esfola.
    Assim ninguem se entende.

    ResponderEliminar
  109. Já agora fica aqui uma sugestão para quem concorda com a ideia do Passeio Livre, e não quer carros em cima do passeio - mas ao mesmo tempo não acha que a colagem de autocolantes seja a melhor via: façam como eu, e imprimem em papel normal, e deixem-no no carro, preso no puxador da porta ou noutro sítio (limpa-para brisas, na porta, junta do vidro, etc).

    ResponderEliminar
  110. O último anónimo vive em que mundo? Mas acha que vão olhar para um simples papel preso não sei onde? Já há muitos que já dificilmente olham para o que diz o autocolante e começam logo a dar à unha, e ainda quer fazer do nosso movimento uma empresa de publicidade que coloca papéis no limpa pára-brisas? Porque é isso que os destinatários vão pensar: "Mais publicidade, nem vou ler". Amachucam e vai para o chão.
    Naaaa. Nem pensar. Com os autocolantes sempre perdem um tempinho a ler a mensagem.

    ResponderEliminar
  111. Como se vê é possível conciliar as duas coisas como referiu o leitor de "1 de Maio de 2010 09:21". Se em vez de se colar, colocar-mos um papel (ou dois ou tres) na parte da frente e/ou de tras de carro estamos a sensibilizar as pessoas. E acreditem que é mais facil sensibilizar através desta maneira do que colando autocolantes. Colar um autocolante é "responder à letra" e o automobilista apenas vai ficar enfurecido, nunca sensibilizado.

    A minha sugestão era mudar tambem o desenho so autocolante e em vez de dizer algo ofensivo como "nao pense só no seu umbigo", e de ter associado ao condutor um boneco obeso, trocar essa imagem por algo mais simpatico de forma a sensibilizar as pessoas. Estacionar no passeio é muito incorrecto, mas ter um autocolante, com uma frase daquelas e um desenho daqueles, acho que foi uma atitude demasiado precipitada por parte do PL. Isso não sensibiliza, só enfurece.

    Lembrem-se que estão a lidar com pessoas que não respeitam os outros, e não é com agressividade que as vâo convencer. Pelo contrário.

    ResponderEliminar
  112. ...e já agora deixamos também uma nota de 5€ para ajudar nos problemas de estacionamento!

    ResponderEliminar
  113. "não é com agressividade que as vâo convencer."

    De que agressividade está a falar? Um autocolante? Um simples desenho? Por amor de Deus...

    ResponderEliminar
  114. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  115. foi removida porque? não ofendia niguem e não tinha palavroes.

    gostava de saber porque removeram

    ResponderEliminar
  116. ...se calhar porque estava estacionada em cima do passeio!

    ResponderEliminar
  117. A mensagem continha algumas verdades comprometedoras sobre o movimento, pelo que para salvaguardar a estabilidade do mesmo é melhor a sua retirada.

    ResponderEliminar
  118. ...ya, revelava a ligação do movimento com a alta maçonaria e os responsáveis pelo 11 de Setembro

    ResponderEliminar
  119. ahahhaha es tao engraçado papao

    conta mais umas pra nós nos rir-mos enquanto esperamos pela resposta do passeio livre

    ResponderEliminar
  120. Escusam de mandar essas "bocas".
    Aguardem que a administração do blog há de justificar porque o fez. É domingo, eles nao andam sempre aqui. Amanha terão resposta com certeza.

    ResponderEliminar
  121. Duvido muito...a resposta está ai na lateral doreita: «Relativamente aos comentários aos posts, este blog ...»

    ResponderEliminar
  122. Sim mas isso do "relativamente aos comentarios..." sao só balelas. Já vi insultos aí num post sobre ofensas às pessoas do programa "novas opurtunidades", entre muitas outras ofensas, e ficaram.

    ResponderEliminar
  123. Esta mensagem foi removida por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  124. Esta mensagem foi removida por um administrador do blogue.

    Olha que engraçado, eu consigo fazer um comentário que diz que me removeram o meu comentário.

    Isto há com cada esperto (NOT).

    E depois ainda lhes dão resposta.

    Em relação ao "assunto" ou falta do mesmo (e há falta de melhor opinião), acho que, enquanto existirem pensamentos de que se pode transgredir porque não faz mal e há espaço, terão de existir pessoas que se indignem e pro-activamente (e muito bem) "inventem" maneiras de "lutar" para o bem comum.

    Foi assim, por isso e para isso que aconteceu o 25 de Abril.

    Pena que uma das consequências seja a libertinagem e a falta total de civismo.

    Eu enquanto português, e ao contrário dos velhos do Restelo, não me irei embora, não continuarei a dizer mal dos governantes e continuarei a debater-me para eliminar essas lacunas.

    Proposta, que também já foi enviada, em seu devido tempo (discussão do orçamento, PPI e PPA da CML) ás entidades competentes, alem do autocolante um número verde para chamada do “técnico” da EMEL.

    ResponderEliminar
  125. JP Casado, quando tu escreves uma mensagem a dizer "Esta mensagem foi removida por um administrador do blogue.", aparece um espaço, uma linha em branco entre as duas frases.

    Já quando os administradores removem, essa linha não existe, por isso nao venhas aqui atrirar mais areia pros olhos do pessoal esta bem?

    Vamos aguardar que o Passeio Livre à de justificar porque removeu esta mensagem e deixou ficar as outras ofensas que já aqui foram referidas. É só aguardar e a resposta virá.

    ResponderEliminar
  126. Custa assim tanto ler o raio da barra lateral:

    "3. Relativamente aos comentários aos posts, este blog admite a troca de ideias e não a troca de insultos. Quem escreve deve ter compostura, quem lê pode ter a certeza de que onde se lê que algum comentário foi retirado o que lá estava não acrescentava nada a discussão nenhuma."


    Não gostam das regras, têm bom remédio: não comentem.

    ResponderEliminar
  127. Custa assim tanto ler os comentarios dos outros?

    "Já vi insultos aí num post sobre ofensas às pessoas do programa "novas opurtunidades", entre muitas outras ofensas, e ficaram."


    Logo, esse ponto 3 é so mesmo para inglês ver. O que estamos à espera é da verdadeira justificação para ter sido removido, sendo que posso vir ja aqui fazer varios "copy pastes" de insultos que por cá ficaram , inclusive de algumas pessoas ligadas ao PL.

    Deixe as pessoas aguardar em paz pela resposta e não chateie. Isto não é o blog da matilde dos morangos com açucar, logo de certeza que virá uma boa justificação.

    ResponderEliminar
  128. ", sendo que posso vir ja aqui fazer varios "copy pastes" de insultos que por cá ficaram "

    Esses podem ser insultos para si, para os donos do blogue se calhar não são por isso é que ficaram.
    Se quer ditar as regras sobre o que pode ficar ou não num blogue, crie um só para si e faça como entender.

    ResponderEliminar
  129. Podem ser insultos para mim?

    LOL

    Só no topico do grupo da duque de avila lembro-me:

    "casal de estivadores"
    "versão definhada do fido"
    "arzinho tipo novas opurtunidades"
    "miudos na fase das borbulhas"

    Mas estes ja sabemos porque não foram removidos: foi porque foram ditos por uma pessoa amiga do administrador.

    Mas depois ainda houve:

    " 6 gajos e uma padeira de Aljubarrota... PALHAÇO!"

    Isto apenas num post, que foi o que mais me ficou na memoria, porque ha ai muitos muitos mais.

    Perante isto:

    Isto são insultos para mim????
    Ou serão insultos para qualquer pessoa?
    Ditar regras eu? Mas as regras não sao apagar as ofensas? Não fui eu que as ditei!!

    ResponderEliminar
  130. As regras são para o(s) dono(s) do blogue fazerem o que bem entenderem.
    Não gostam, não lêem, ninguém é obrigado a cá vir.

    Em todos os blogues deste país é a mesma coisa, uma cambada de desgraçadinhos e vítimas da sociedade que acha que tem o direito de definir sobre o que os bloggers devem escrever, como o devem fazer, que comentários devem aprovar/eliminar, etc., etc., etc. Até parece que os bloggers são seus empregados.

    ResponderEliminar
  131. Matilde dos morangos com açucar3 de maio de 2010 às 18:33

    O comentário censurado era, do ponto de vista ético (e para tal podem consultar a Ética a Matilde, da Fátima Lopes, edições TVI), muito mais "feioso" que todos esses outros que passaram em branco.
    E porquê?
    Porque estava a tentar inverter o ónus da "coisa"...
    Estázaver pá?
    Agora vai... vai vai...

    ResponderEliminar
  132. desculpa lá mas se ha aqui desgraçadinhos e vitimas da sociedade sao os do gang do autocolante...

    é muito facil agora desconversar não é???

    primeiro invocam a regra ""3. Relativamente aos comentários aos posts,bla bla bla wiskas saquetas"

    vem aqui alguem e demonstra que a regra não foi aplicada

    e depois respondem a dizer que são os outros que querem definir regras??

    meu, as regras estão lá em cima, se ele não as quer cumprir tudo bem, ele é que sabe a credibilidade que quer que o blog tenha

    se é que tem alguma...

    ResponderEliminar
  133. O quê??? Mas o Fido e a sua pandilha ainda cá andam??? É preciso não ter nada que fazer mesmo.

    ResponderEliminar
  134. Ai que eles ainda vão dizer que isso é um insulto...

    Mas não admira que ainda andem por aqui: com a quantidade de exigências que fazem suponho que seja os donos do blogue (é um fenómeno muito recorrente em Portugal: comentadores com pretensões de mandarem em blogue alheio)

    ResponderEliminar
  135. apesar destes dois ultimos comentarios terem sido só desconversar, as questões mantêm-se

    nao esquecer

    ResponderEliminar
  136. Já te disseram para ires consultar Ética a Matilde... está lá tudo!

    ResponderEliminar
  137. primeiro invocam a regra ""3. Relativamente aos comentários aos posts,bla bla bla wiskas saquetas"

    vem aqui alguem e demonstra que a regra não foi aplicada

    e depois respondem a dizer que são os outros que querem definir regras??

    meu, as regras estão lá em cima, se ele não as quer cumprir tudo bem, ele é que sabe a credibilidade que quer que o blog tenha

    se é que tem alguma...

    ---

    e assim se refuta tudo o que têm andado a dizer

    pra dizer a verdade, voces não dizem nada, mas tambem não se espera nada de pessoas que não sabem usar a cabeça...

    ResponderEliminar
  138. Este blog está a andar para trás. A culpa é dos pseudo apoiantes que vêm para aqui descarregar raivas contra tudo e todos. Proponho que se acabe com o anonimato já. Mesmo que tenham que inventar um usuario, a sua imaginaçao terá de certeza limites...

    ResponderEliminar
  139. o problema não é o anonimato, eu consigo discutir com 10 anonimos ao mesmo tempo

    o problema é do conteudo dos textos, e nao da sua assinatura

    ora repara:

    "Matilde disse...

    Já te disseram para ires consultar Ética a Matilde... está lá tudo!"


    viste? assinou e nao tem conteudo nenhum

    e ha mais:

    "Anónimo disse...

    O quê??? Mas o Fido e a sua pandilha ainda cá andam??? É preciso não ter nada que fazer mesmo."

    este nao assinou, mas o problema é o mesmo, falta de conteudo

    tudo isto para quê?? é que no dia 3 de Maio de 2010 Às 17:04, alguem colocou o dedo na ferida, e a partir daí foi so desconfersar por parte de alguns apoiantes

    o problema é de conteudo... nao da assinatura

    ResponderEliminar
  140. "o problema é de conteudo... "

    Yep, confirma-se é mesmo verdade. Basta ver o seu comentário para ter a prova disso.

    Já disseram aqui que o último comentário censurado foi um senhor que mandou para o c****** os da Duque d' Ávila. O que confirma a a teoria de que só são censurados quem é contra o movimento.

    Entretanto houve um que disse que quem colava autocolantes tinha trombas. Continua lá o comentário. O que mais uma vez confirma a teoria.

    E depois os outros é que desconversam.

    ResponderEliminar
  141. Caro anónimo das 15:44, sou o anonimo que escreveu as 14:29:

    "
    Anónimo disse...

    "o problema é de conteudo... "

    Yep, confirma-se é mesmo verdade. Basta ver o seu comentário para ter a prova disso.
    "

    Só com isto que voce escreveu demonstra logo a sua falta de argumentos ao conversar... voce não conversa, voce desconversa, e usa argumentação de escola primaria


    entao o meu comentario nao tem conteudo? tem sim: demonstrei como o facto de alguem escrever como anónimo não é o problema desta caixa de comentarios (ate porque voce parece concordar uma vez que não assinou)

    escrevi de forma a que a conversa se desbloqueasse, e respondi a um comntario anterior

    se você não consegue atingir o conteudo o problema é seu, se calhar precisa de desenvolver mais um pouco as suas capacidades cognitivas, ou quicá crescer mais um pouco...

    depois vem falar de comntários censurados?? mas quem é que falou disso? voce deve estar no post errado nao??

    e já que fala no gang da duque dávila relembro-o de algo: essas pessoas foram observadas por gente do Passeio Livre, e apos terem sido vistas foram aqui caracterizadas de forma insultuosa por uma "patricia", amiga dos administradores, que foi lá ter com eles disse ela propria no post que ela escreveu

    ela ofendeu pessoas determinadas, sabe o que isso é?? consegue compreender esta frase?? se nao conseguir peça a alguem com mais maturidade, já que não conseguiu encontrar conteudo no meu outro post...

    quer comparar uma ofensa especifica com uma ofensa feita de forma genérica????

    ResponderEliminar
  142. Ele sabe lá distinguir ofensa específica de ofensa genérica... Quanto mais apurar a gravidade de cada uma delas.

    ResponderEliminar
  143. Afinal já descobriram o sexo do autocolante?

    ResponderEliminar
  144. Gostava de saber porque nao deixam passar os meus comentarios.

    Fiz um hoje a tarde, apenas continha uma pergunta, nao ofendia ninguem nem tinha palavroes...

    Haja critério...

    ResponderEliminar