Pastel de Lata em Belém


Sem palavras. Realmente, há Portugueses, como este que estacionou esta lata em Belém sobre o passeio, que mereciam um prémio!

Colégio Cesário Verde, a proposta do CDS-Lisboa

Há cerca de três anos fizemos uma publicação (hiperligação) sobre o estacionamento abusivo em frente ao Colégio Cesário Verde, publicação essa que teve um elevado número de visualizações e comentários, por parte de pais e residentes do local.


Recebemos em relação a essa matéria, um email do Grupo Municipal do CDS Lisboa, referindo que a sua proposta para a solução do problema havia sido chumbada pelo grupo parlamentar do PS (ver mail infra).

O Passeio Livre em princípio opõe-se a qualquer solução que vise diminuir a qualidade ou o espaço alocado ao peão. Não fica totalmente claro pela proposta se o passeio seria reduzido para dar lugar a estacionamento, ou se o espaço para o estacionamento iria ser retirado ao já enorme espaço alocado ao automóvel nas três vias rodoviárias adjacentes. Não nos parece por conseguinte justo, que tendo o automóvel já direito a um enorme espaço público na Av. Infante D. Henrique, com seis vias rodoviárias exclusivas, ainda se retire em acréscimo mais espaço ao peão, para alocar em acréscimo mais carros, desta vez estacionados.

A solução que o Passeio Livre aceitaria ver realizada, seria a regulamentação do estacionamento para largada e tomada de passageiros, mas fazendo uso do espaço alocado ao automóvel nas três vias de circulação rodoviária adjacentes, ou seja, naquela zona em vez das três vias rodoviárias, estariam apenas duas; aliás seria assim que tal se deveria proceder no cumprimento do Código da Estrada, mesmo sem qualquer alteração estrutural na configuração da rodovia ou do passeio. As imagens de satélite dos mapas do Google clarificam a nossa posição.

Esta primeira imagem é a imagem atual. Repare-se na discrepância do espaço alocado e no facto de a avenida ser uma autêntica via rápida no meio da cidade, criando insegurança e ruído. A zona a "verde" não é de facto verde, pois como se pode ver pela imagem acima, o referido passeio está repleto de carros ilegalmente estacionados.


Tendo o CDS em Lisboa uma visão marcadamente autofílica, era uma solução similar à imagem seguinte, parece-nos, que o CDS apresentava para a referida zona:


Numa cidade já dominada pelo automóvel onde a distribuição do espaço público entre os diversos modos, é deveras iníquia, não podemos por conseguinte subscrever tal eventual solução, nem podemos aceitar o argumento do "mal menor", pois é esse tipo de argumento que tem usado a edilidade para por exemplo legalizar o estacionamento sobre o espaço pedonal.

Passeio Livre
_______________________________________
_______________________________________

Exmos. Senhores

remeto para vosso conhecimento a recomendação apresentada pelo CDS na Assembleia Municipal de Lisboa, em 19 de Julho e que foi recusada com a seguinte votação:

A favor: CDS, PCP, PEV, BE, MPT, PSD e PAN. | Abstenção: IND. e PNPN | Contra: PS

Toda a informação pode ser consultada em http://www.am-lisboa.pt/503000/1/005393,000238/index.htm

Com os cumprimentos de
Júlio Sequeira

Assessor do Grupo Municipal
do CDS-PP na AML

_______________________________________
_______________________________________

Por uma solução de mobilidade e de segurança junto ao Colégio Cesário Verde

O Colégio Cesário Verde, sito na Av. Infante D. Henrique, não possui nenhum espaço que permita a largada e recolha dos alunos que se deslocam em viatura particular.

A Av. Infante D. Henrique possui três faixas de rodagem que intersectam com outras artérias de elevada carga viária, nomeadamente a ligação á Avenida Marechal Gomes da Costa, Avenida Marechal António de Spínola e todo o trânsito em direcção a uma das saídas Norte da cidade de Lisboa.

Diariamente, verifica-se o congestionamento de tráfego e ocupação da faixa de rodagem por pais e encarregados de educação, na necessidade de deixar ou recolher os alunos do referido estacionamento e, simultaneamente, a ocupação abusiva do passeio público seja no período referido mas que se estende, também, durante o dia.

Tendo em conta que se trata de um estabelecimento com um número considerável de alunos e com a proximidade de uma via com bastante tráfego, importa encontrar uma solução viária que permita a normal circulação de peões no passeio e um espaço dedicado à tomada e largada de passageiros que garanta o cumprimento das condições mínimas de segurança.

Tal medida irá contribuir para a desocupação de uma das faixas de rodagem, a livre circulação de peões utilizada diariamente por moradores e trabalhadores da zona, bem como a segurança que se exige junto a estabelecimentos de ensino.

Nesse sentido, o Grupo Municipal do CDS-PP propõe à Assembleia Municipal de Lisboa que recomende à Câmara Municipal de Lisboa que:

Apresente uma solução de mobilidade e acessibilidades que garanta:

  • A criação de uma zona de tomada e largada de alunos em frente ao Colégio Cesário Verde;
  • A reconfiguração do passeio existente garantindo a plena acessibilidade e mobilidade dos cidadãos;
  • A instalação de sinalética vertical e horizontal informativa de aproximação de estabelecimento escolar;
  • A avaliação e estudo da implementação de estacionamento em longitudinal e colocação de pilaretes no troço da Av. Infante D. Henrique compreendido entre o cruzamento com a Av. Marechal Gomes da Costa e com a rotunda na extremidade oposta.

Lisboa, 14 de Julho de 2016
O Grupo Municipal do CDS-PP

Diogo Moura