Pilaretes, para que vos quero?

Há locais onde os poucos pilaretes que há se tornam inúteis...







Outros há que foram colocados apenas para restringir o estacionamento em cima de caixas de esgoto (não fosse um pópó cair lá dentro), passando a mensagem: "aqui não, mas no resto do passeio pode ser"...





Há locais onde o passeio é alto e onde não se colocam pilaretes, pois se pensaria que os carros não trepam... mas nem sempre os donos têm cuidado com o carro e galgam qualquer passeio... ou então entram onde o passeio é baixinho e vão estacionar onde querem!



Imagens recolhidas em Algés e Miraflores... todas a menos de 500 metros da esquadra da PSP.

Rua das Flores, no Porto, reabre só para peões!

O Passeio Livre, dá os sinceros parabéns à Câmara Municipal do Porto e ao seu novo presidente, Rui Moreira, por - numa lógica contrária ao que é comum em Portugal e muito particularmente na cidade do Porto - ter optado por reabrir a Rua das Flores apenas para peões, quando anteriormente tinha tráfego automóvel. Os casos práticos, como os das ruas Augusta ou Duque d'Ávila em Lisboa, demonstram claramente que a restrição a apenas peões de certas ruas ou artérias, traz mais gente para essas mesmas ruas, que por sua vez ocupam as esplanadas e dinamizam a economia local, melhorando também os negócios do comércio tradicional. A lógica é simples: "quem passa de carro não pára para comprar".

A pedonalidade restrita das ruas, torna também os espaços mais humanos e acolhedores providenciando um espírito mais "bairrista" ao local, incrementando também a qualidade de vida dos habitantes, com o decréscimo da poluição sonora e atmosférica e a atribuição do espaço público, não para parques de estacionamento ou rodovia, mas para infraestruturas públicas de lazer, como parques infantis, pequenas praças, logradouros ou jardins.

 
 
Pode-se dizer, que ao contrário do que foi a "reabilitação urbana" das cidades portuguesas nos últimos 30 anos, onde as obras se limitavam a diminuir passeios, a construir parques de estacionamento e a colocar melhores pavimentos de alcatrão, a verdadeira reabilitação urbana é esta; é aquela que devolve a cidade às pessoas!