A malta do «Estaciono no passeio porque não há parques!»


«Nos passados dias 14 de Fevereiro e 1 de Maio, enviei à Polícia Municipal de Lisboa dois e- mails com estas fotografias, chamando a atenção para o facto de esta ser uma situação de todos os dias, com a agravante de, ali ao pé, haver estacionamento gratuito para motociclos.
Pedia-lhes, pois, que interviessem, pois eu já o havia feito junto de vários fiscais da EMEL (presentes no local), e que me responderam que motos não é com eles, mas sim - precisamente - com a Polícia Municipal.
Até hoje, continuo à espera que alguém se digne responder-me, quanto mais não seja acusando a recepção dos meus e-mails (e, já agora, tendo em conta que eu contribuo para lhe pagar o ordenado).
Cumprimentos,
F. Cardoso»

DIÁRIO DE UM TRIPULANTE

«Na maioria das vezes é a polícia que chamamos quando temos os carros a impedir a passagem do eléctrico, que é uma coisa já normal no dia-a-dia de um guarda-freio numa cidade como Lisboa, onde o que interessa é parar o carro à porta de casa. Mas chamar a polícia porque a polícia está a impedir a passagem do eléctrico, é no mínimo... cómico, não acham?

Contribuição enviada por email