PSP de Telheiras, outra vez em destaque e não por boas razões!

A PSP de Telheiras volta a ser alvo de queixas.
Desta vez, o (ainda mais) insólito aconteceu. Um carro-sucata foi plantado no meio de uma praceta pedonal!!

Alguém teve um acidente com o seu automóvel e o mesmo ficou completamente inutilizado, quiçá para sempre. Onde deixar o carro acidentado? "No passeio que foi transformado junto à minha casa!".
Já lá vão duas semanas, várias queixas à PSP, que fica a 500mts do local e a resposta foi a típica "Vou mandar passar lá o carro!" Mentira, claro!
Trata-se de uma situação grave, pois além do estacionamento de sucata, os vidros partidos e a chapa cortada e retorcida são um perigo, sobretudo para as crianças que são naturalmente curiosas e se aproximam para ver melhor.





Este largo, com campo de basket tem sido conquistado pelos automobilistas-moradores, que vêem nele um estacionamento desafogado.


Acontece que este largo é por vezes frequentado por crianças (não é mais por causa dos carros, claro!) e o acesso dos automóveis e as manobras de estacionamento põem em perigo quem ali passa, brinca ou joga à bola, como é óbvio.


[crianças a jogar à bola]

A PSP de Telheiras tem-se mostrado completamente ineficaz na defesa dos direitos dos peões. Trata-se de uma zona bastante acima da média, com boas condições para a circulação pedonal, mas ali, como noutros bairros, a impunidade é total.

Automóveis em cima de passadeiras, circulação e estacionamento em zonas pedonais, etc, etc, etc.
Não se vê a presença da PSP nas ruas e quando passam é de carro, ignorando completamente o que está à vista de todos. Seguem alguns exemplos (podiam ser muito mais).

[camião TIR em cima do passeio, na rua principal] 


 [Estacionamento e circulação na rua da Biblioteca, rua pedonal]

 [Passadeira na rua principal, sempre tapada com automóveis - o carro da PSP tinha acabado de passar]

[circulação por dentro do parque junto ao Metro, zona pedonal]

A PSP de Telheiras é uma vergonha e é só mais um exemplo do país de 3º mundo que somos.

[Enviado por um leitor]

QUERO POSSO E FAÇO!



Diz-nos o leitor que ao abordar o senhor que estacionou aqui ele retorquiu:

"Oh pá, se eu soubesse disso, estacionava todos os dias sobre a passadeira. Era uma boa maneira de ver o meu carro na internet!" 

Nós fazemos-lhe a vontade! Pode ser que aprenda qualquer coisa.

Portugal como «Parque Temático»

Lisboa, Rua dos Fanqueiros
13 de Maio de 2011 - 10h42m
.
Pelo ar perplexo que estes turistas fizeram ao terem de se desviar para a faixa de rodagem, só se pode concluir que tinham acabado de chegar a Lisboa!
No entanto, também são inúmeros os casos de estrangeiros que, vindo até nós de carro, adoptam, a breve trecho, a prática lusitana do estacionamento selvagem. Pensando bem, o facto de poderem fazer cá o que nem sonhariam fazer na sua terra (e que os condutores portugueses também não fazem quando lá vão), deve provocar uma descompressão emocional agradável. E o facto de lhes podermos proporcionar momentos desses é uma mais-valia turística que, nestes tempos de crise, é preciosa!.