«Quem estraga compõe», ou «Quem compõe estraga»?

Em Setembro do ano passado mostrou-se [aqui] uma cena curiosa: em plena Rua da Prata, em Lisboa, uma camioneta da CML ajudava a destruir o passeio ao mesmo tempo que funcionários da mesma autarquia o reparavam...
Esta cena, em tudo semelhante (só o empreiteiro é que é outro), é de hoje, o que mostra que a imbecilidade faz escola.

Desbloquear carros custa o dobro


por Lusa in DN 

03/01/2011

O proprietário de um veículo ligeiro que seja bloqueado por ter infringido o Código de Estrada vai ter de pagar 60 euros.

No primeiro dia de regresso ao trabalho depois das mini-férias de Natal e Ano Novo, os portugueses passam a pagar o dobro, caso vejam os seus veículos bloqueados por infringirem o Código da Estrada. A decisão do Governo foi publicada no Diário da República no último dia do ano e algumas das coimas foram actualizadas para o dobro do valor.


Assim, o proprietário de um veículo ligeiro que seja bloqueado por ter infringido o Código de Estrada vai ter de pagar 60 euros, o dobro da antiga taxa. Os ciclomotores e motociclos passam de 15 para 30 euros e os veículos pesados de 60 para 120 euros.


Quando os veículos forem rebocados, as coimas ainda são maiores. Os ligeiros, dentro das cidades, passam de 50 para 75 euros e fora ou a partir de uma localidade até ao máximo de 10 quilómetros passa de 60 para 90 euros. Nos pesados, o preço do reboque dos veículos passa, dentro das localidades, de 100 para 150 euros e fora das localidades de 120 para 180 euros. Nos motociclos, a remoção custará 30 euros nas localidades e 45 euros fora delas.

O mundo é dos espertos

O que aqui se documenta é uma cena frequente:
Um típico chico-esperto das avenidas novas estaciona o carro em cima do passeio, tendo o cuidado de o fazer "apontando" para uma entrada de um estacionamento.
É um jogo de faz-de-conta que costuma funcionar. O pior é quando vem, atrás, alguém que quer MESMO entrar para lá - como foi o caso.
Tudo isso numa faixa BUS...
.