Quem permite o absurdo?

Não é um absurdo permitir estacionamento em cima de passeios quando mesmo por baixo HÁ UM PARQUE DE ESTACIONAMENTO SUBTERRÂNEO?
 
Pois por mais absurdo que seja, estes lugares são legais, marcados na calçada à portuguesa com pedras de basalto!
 
Mas em Lisboa é assim: passeios em alamedas arborizadas cobertos de carros e parques subterrâneos às moscas.


FJ




Impunidade garantida

Viemos a saber, pelo semanário «SOL», que, só à conta da incompetência crassa dos serviços dependentes do MAI, prescreveram, em 2009, mais de 600 mil multas de trânsito!
É bem possível que, a essas, haja que juntar inúmeras outras (como as da EMEL, das policias municipais, etc.), mas isso é o menos. O importante é que facilmente se pode ter uma ideia dos milhões de euros que o Estado e as autarquias não arrecadam devido ao "deixa andar" - e isso numa altura em que tanto se queixam de falta de verbas!
Mas, pior do que desprezar o dinheiro que os infractores se dispõem a pagar (pois, quando prevaricam, sabem bem quanto poderão ter de desembolsar), é a desmotivação que tal situação provoca nos fiscais e agentes encarregados de passar as multas e o sentimento de impunidade que se instala na sociedade.

No caso concreto que justifica a existência deste blogue, veja-se como os condutores já assumem que a utilização dos passeios é um dado adquirido - a ponto de afixarem as fotos das suas infracções com a matrícula das carripanas bem visível e - para que não restem dúvidas! - o nome e número de telefone do proprietário!!