25 cidades do mundo com melhor qualidade de vida: descubra as diferenças

Aí está a lista MONOCLE das 25 cidades do mundo com melhor qualidade de vida - este ano Munique volta ao 1º lugar e Lisboa ainda se mantém na última posição...

http://www.monocle.com/specials/35_cities/


25 most liveable cities:


As you run your mouse over the Monocle list of top 25 cities, have you wondered why your hometown didn't make the cut? Each year we send researchers to urban centres that we've heard good things about, or that have been included in previous surveys, but in the end, do they really merit being named as one of the top 25 places to live in the world?


Sometimes it's crime that lets a place down. This year we headed to Chicago, for example, but when you see its murder rate - in 2009, 453 people were killed out of a population of 2.85 million (Tokyo with 13 million people had 179 murders) - it's hard to make it a winner.


Other times cities may be safe but lack other key ingredients. Take Düsseldorf where there were just two murders but which is missing the softer aspects that make a city work. Even a few more places open on a Sunday just to buy groceries would help.


We also put Hong Kong to the test. Here's a city we like so much we are opening a bureau there, but on our metrics test it misses out. Traffic congestion, air quality, housing and conservation all need attention.


In the end the cities that make the cut are not just OK, but places that are benchmarks for urban renaissance and rigorous reinvention in everything from environmental policy to transport.

Fotos: descubra as diferenças entre Munique e a nossa Lisboa






Obrigado FJ.

«Amor pela Cidade» - Solução

O Império do Mal... Estacionado
.
A resposta certa à questão colocada no post «Amor pela Cidade» foi dada logo no 1.º comentário. De facto, a cena passa-se à porta do Café Império, estando o buraco em forma de coração no local onde se vê a carrinha branca.
A explicação para essa aberração é bem conhecida dos lisboetas: aqui, à semelhança do que sucede em muitos outros locais da cidade, a fiada de pilaretes foi propositadamente deixada incompleta, permitindo o acesso das carripanas ao passeio. Note-se que não se trata de pilaretes derrubados, mas sim de pilaretes que nunca foram colocados, como pode facilmente verificar quem lá for ver.

Instruções para os peões usarem as ciclovias nos passeios

Amor pela cidade...



As duas fotografias que aqui se vêem foram tiradas no mesmo local da Av. Almirante Reis, em Lisboa, num local bem conhecido. A de baixo mostra a destruição do passeio que, devido a um toque de humor involuntário tem, como diz o fado Hilário, «uma forma bizarra, a forma de um coração...» - documentando devidamente o amor que têm, pela cidade, os que fazem isto e os que deixam fazer.
.
Pergunta-se: onde exactamente foram tiradas a fotos? E o que é que o local tem de especial para que estes automobilistas estejam tão certos da impunidade que se podem dar ao luxo de colocar a protecção contra o sol?