Passear em Alfama - Rua do Museu de Artilharia em frente ao Estado Maior do Exército

Foram colocados pilaretes na Rua apenas do lado do Estado Maior do Exército, do lado oposto estacionam impunemente os carros dos militares, apesar de no final da rua existir uma esquadra da PSP (15ª) e parques de estacionamento


Todas estas situações em Alfama acontecem na proximidade de 4 parques de estacionamento com capacidade para mais de 2000 veículos junto ao rio na Av. Infante D.Henrique

Enviado por um leitor de Alfama

Passear em Alfama - Entrada da piscina municipal de Alfama, em frente ao Panteão

Na Calçada do Cascão, mesmo em frente à Junta de Freguesia de São Vicente de Fora. A CML também foi informada.



Enviado por um leitor de Alfama

Passear em Alfama - Largo do Terreiro do Trigo

Os veículos estacionam impunemente em cima dos passeios, nomeadamente em frente ao Arco do Rosário e do lado da Rua Cais de Santarém.








Enviado por um leitor de Alfama

Espinho




Enviado por um leitor de Espinho.

Alenquer

[...] Para já, contribuo com a brilhante inteligência que estaciona da brilhante forma em Alenquer no passado dia 26, quando vou para colocar o carro na garagem pela qual paguei, e do qual fui impedido de fazer.

Cúmplice


bom dia,
foi por um mero acaso que ontem ao navegar na net fui parar ao seu blogue.
dessde já quero dar os meus parabéns pela sua iniciativa, e junto anexo 2 fotos por mim tiradas.
essas fotos são de ALMADA e esse carro pertence a empresa REMAX que tem uma loja a alguns metros desse lindo "estacionamento". que devem pensar que é o parque de estacionamento privado deles, pois é quase todos os dias que se vê um carro da dita empresa estacionado nesse espaço.
espero muito brevemente contribuir com + fotos

Contributo de um leitor

Obrigado pelo vosso formidável trabalho. Junto umas imagens elucidativas do que se passa aqui na minha rua em termos de civismo (primata) e muitas mais que davam para um enorme álbum.

Rua do Mirante


O "passeio" na Rua do Mirante, 28 e 30, totalmente ocupado com estacionamento. Este local do arruamento é muito perigoso para os peões por se tratar de uma curva com pouca visibilidade. Como está quase sempre ocupado com carros, os peões são forçados a circular nas faixas de rodagem. Em dias de Feira da Ladra, altura de grande circulação pedonal, o risco de atropelamento é particularmente elevado. Já foi solicitado à CML o estudo para a colocação de pilaretes pois já todos percebemos que se formos esperar pelo civismo dos automobilistas... acabaremos por ser atropelados.

Outra vez o Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Já aqui foi mencionado a situação caricata do estacionamento abusivo em frente ao Ministério da Ciência e do Ensino Superior.

Deleitem-se agora com um carro do Ministério dos Negócios Estrangeiros estacionado em cima duma passadeira:


Carros a atrapalhar peões e transporte público!

(rua do Breiner, Porto)

Passado uns minutos, os condutores dos carros que estavam atrás do autocarro organizaram-se. Eles levantaram o carro e puxaram-no para mais junto da parede onde achavam que não atrapalhava.

Eu gostava de ter formado uma comissão de peões para colocar o carro no lugar dele que era o meio da rua. Coitado desse audi, ninguém o quer...


Esses eléctricos só atrapalham!
(Porto, hospital de Santo António)
"Por favor não estacionar em frente as montras".
Este lojista deve sentir-se dividido. Por um lado aquela crença enraizada de que qualquer medida para limitar os carros vai afastar os clientes e leva-lo à falência. Por outro lado os carros estacionados nem deixam os clientes ver a sua loja!

(Loures)

Os veículos todo o terreno tém mais facilidade em arranjar estacionamento

Mas assim estás a danificar as raízes da árvore!


(fotos do Porto)
Rua da Constituição, Porto

Recebida: proposta para um novo autocolante

Eis uma proposta que nos foi sugerida para um novo autocolante:


proposta para novo autocolante:


CARROS, RUA!

Enquanto tira este autocolante, pense no quanto é leve e seguro o trabalho que lhe impomos comparado com o transtorno e com o risco que o seu carro impôs a pessoas que nunca lhe fizeram mal.

Linda-a-Velha

Obrigado ao leitor,










Até nas escadinhas de São Crispim???

Bardamerda! Bardamerda!


Alerta na Costa do Castelo


O contributo de um leitor

Junto ao Palácio de Belém. A incúria é total. Obrigado pela contribuição.




Citação

"No que nos diz respeito, não nos interessa o problema do número de lugares, se há carros a mais para a cidade ou se há estacionamento a menos para tantos carros.

O problema de falta de lugar legítimo de estacionamento é dos automobilistas. Nós somos peões.

O que nos interessa é que a partir do momento em que um carro está estacionado em cima de um passeio, há um carro a mais no passeio, há um carro no espaço que é nosso.

E, nas nossas cidades, o problema assume proporções de flagelo.

Imaginemos que as pessoas começavam a colocar o lixo, pianos de cauda, frigoríficos, no passeio, na via pública. Seria inadmissível, não? Então porquê tolerá-lo quando se trata de carros? Ninguém compra um piano de cauda sem ter espaço para pô-lo. Então porque adquirem automóveis se não têm possibilidade de os parquear legalmente?"

Lagos : Contributo de um leitor


O estacionamento selvagem em Lagos tem 4 aspectos:


  • A autarquia criou (e continua a fazê-lo) inúmeros lugares gratuitos, por todo o lado.

  • Boa parte dos automobilistas ignora-os.

  • As autoridades não mexem uma palha.

  • Todos parecem felizes.



do leitor: C.Medina Ribeiro

O que dizem de nós

Durante o dia, tem sido anúnciado em alguma comunicação social o lançamento desta campanha.
No entanto também alguns blogs deram relevância à iniciativa. Aqui algumas referências e comentários que foram sendo feitos ao longo do dia tanto na blogosfera como recebidos por e-mail:


Finalmente chegou o substituto do pára-brisas levantado, do pneu esvaziado, do risco na pintura e da pastilha elástica na fechadura (muito old school) através de um autocolante que se espera mais consequente que essas demonstrações de ressaibo pedonal - afinal, os peões sempre tiveram razão mas nunca ninguém ligou a isso.
- Blog Bicicleta na Cidade-


Alguma coisa se tem que fazer! Espero que sejam daqueles lixados de retirar (mas que não estragam nada)!
Apoiado!
- Leitor do blog CidadaniaLx -


Acho uma ideia arrepiante a de se combater a falta de civismo com outra falta de civismo que é o de colocar os ditos nos vidros que bem se sabe pode levar a ter de ser retirado à faca e riscar o vidro todo. De caminho porque não se pede à CML que legisle sobre a propaganda desmedida nos vidros dos automóveis que provoca o mesmo estrago e aínda conspurca as ruas?

- Leitor do blog CidadaniaLx -


Parabéns pelo blog e pela a ideia.
Continuem e não se deixem intimidar. Vou imprimir uns quantos folhetes e colocar nos automóveis estacionados nos passeios.
Os passeios são das pessoas, não dos automóveis. Se não há espaço para estacionar o carro, então que se mude o sistema!

Força!

-Recebido por E-mail -


Desde que cheguei à Holanda, uma das coisas que me tem encantado, além de se ver gente na rua aos fins de semana mesmo com temperaturas negativas, é a possibilidade de passear a pé pelo centro das cidades, livres de carros. Notei-o especialmente durante um fim de semana passado em Amsterdão, passeando-me à volta de Leidseplein e ruelas adjacentes, nas quais é possível andar à vontade. Lembro-me de pensar que o mesmo seria impossível em Lisboa. Mas não é, basta todos querermos e ganharmos consciência de que os passeios foram feitos para as pessoas, não para os carros. E se sou contra qualquer tipo de vandalismo ou retaliação típica, desde limpa pára-brisas levantados ou partidos aos riscos feitos a chave - que sim, já me aconteceu -, um inofensivo autocolante pode consciencializar sem lesar. Para bem da cidade, para bem de todos.

- Blog Crónicas das Horas Perdidas -

O contributo de uma leitora - Faro

Avenida 5 de Outubro (a normalidade é uma coisa muito estranha):


O contributo de uma leitora - Olhão

Rua 1 de Maio

Rua General Humberto Delgado. Até ele teria medo:

A pior maneira para evitar estacionar em cima de um passeio




Local: Torres Vedras
Enviado por um leitor atento!

O testemunho de uma leitora grávida de Faro

Bom dia

é de louvar alguém que realmente tome uma iniciativa para consciencializar os
condutores de que os passeios são para todos.

Vivo numa zona fora da cidade onde os donos das vivendas têm garagens. Uns por
preguiça estacionam em cima do passeio e impedem a passagem de peões, outros
utilizam os carros como barreiras para impedir a passagem de pessoas em frente
à casa.

Quem pode que se encolha para passar. Eu estando grávida, tive de optar andar
na estrada arriscando a ser atropelada pois os carros estão desta forma
estacionados dos dois lados da rua!

A opinião de um leitor.

Exmos.

venho por este meio expressar a minha opinião sobre a vossa iniciativa.
Acho que é uma iniciativa de louvar, uma vez que nem todos os condutores têm respeito pelos peões, e julgam que Portugal é só deles. Devo no entanto discordar com o facto de usarem autocolantes para alertar esse facto aos respectivos condutores.

Uma vez que a mensagem pode ser impressa, é de reparar que nem todos os autocolantes são "inócuos", e alguns podem deixar cola no vidro e ser de remoção difícil. Se quiserem ganhar mais um ponto a vosso favor, façam autolocantes electro-estáticos, que aderem ao vidro, sem ser necessário cola, e vendam.
Deixam de ter reclamações dos condutores, ficam com a razão inteiramento do vosso lado e a mensagem passa na mesma.

Como condutor, acho que ninguém tem o direito de colar autocolantes na minha viatura, caso tal iniciativa me cause despesa. Por outro lado, as autoridades deviam ser as primeiras a lidar com este facto, autoando aqueles que infrigem as regras de trânsito (e também os que causam dano em propriedade alheia "através dos autocolantes").

Como peão que tem o carro na garagem porque vai todos os dias de transporte para o trabalho, acho que é uma falta de respeito termos de andar no meio da estrada, uma vez que os carros estão a ocupar a via que nos é destinada.

Cumprimentos.